Sertã: Projetos educativos municipais animaram tempos livres dos mais novos

Ao longo dos meses de junho e julho, os diversos projectos educativos do Município da Sertã retomaram as suas atividades e animaram os tempos livres dos mais novos, ainda que com alguns ajustes motivados pela pandemia de Covid19.

  • Educação
  • Publicado: 2020-07-25
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Segundo informação a que o Diário Digital teve acesso, foram desenvolvidas atividades no âmbito das Férias a Brincar e do Projecto Tempo de Acolher (vertentes pós-lectiva e interrupção lectiva). São projectos desenvolvidos no âmbito das Atividades de Animação e Apoio à Família, que visam contribuir ativamente para a promoção do desenvolvimento integral das crianças, tendo contado com a participação de 55 crianças no total.

O projecto “Férias a Brincar” abrange crianças da educação pré-escolar do jardim de infância da Sertã e do jardim de infância do Centro Escolar de Cernache do Bonjardim. No âmbito deste projecto, de 29 de junho a 24 de julho, decorreram diversas atividades essencialmente em espaço exterior: idas às piscinas, a Rota dos Monumentos (visitas ao Castelo da Sertã, Pelourinho, Ponte Filipina, Ponte Romana, Santuário da Nossa Senhora dos Remédios, entre outros), passeios pedestres (para apanhar pinhas e flores), corridas de triciclos e jogos de água. As crianças criaram os seus próprios tabuleiros de damas e aprenderam a jogar, fizeram bonecos em plasticina e com eles inventaram histórias: criaram uma história sobre o Covid19 e fizeram a sua representação. Estas atividades registaram a participação de 32 crianças, divididas em três grupos.

O Projecto Tempo de Acolher é direccionado para a educação pré-escolar e primeiro ciclo do ensino básico, contudo, dada a situação de pandemia, decorreu apenas para as crianças da educação pré-escolar por ter sido o único escalão de ensino que regressou às atividades presenciais. Tal como nas Férias a Brincar, as atividades em tempo de interrupção letiva foram desenvolvidas essencialmente em espaço exterior, permitindo a exploração do território envolvente, jogos tradicionais, danças variadas, entre outras atividades. As atividades realizadas no âmbito do Projecto Tempo de Acolher decorreram de 1 a 26 de junho, na Escola Básica do Cabeçudo, e registaram a participação de 15 crianças na vertente pós-lectiva e oito crianças na vertente de interrupção lectiva. Refira-se que, habitualmente, a maioria das crianças inscritas no Tempo de Acolher pertence ao primeiro ciclo do ensino básico, cuja atividade letiva decorreu (em período de confinamento) em regime não presencial até ao final do ano lectivo. Nos vários projectos dinamizados, as inscrições foram limitadas e todas atividades decorreram em cumprimento de todas as orientações da Direção Geral de Saúde. Assim, considerando as idades envolvidas, as atividades decorreram respeitando a etiqueta respiratória, o distanciamento social e demais recomendações da DGS.

José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, destaca em comunicado a “importância deste tipo de atividades que possibilitam às crianças interagir com os seus pares. É importante para o seu desenvolvimento, proporcionando o desenvolvimento de competências que, de outro modo, seria mais difícil. As atividades realizadas permitiram promover tempo de qualidade e proporcionaram momentos felizes às crianças”. Com a realização destas atividades em contexto de pandemia, o Município da Sertã teve como objectivos apoiar os pais que possuem atividade profissional e não tinham com quem deixar os seus filhos ou deixá-los em segurança, minimizando o impacto (psicológico e social) motivado pelos condicionamentos provocados pela pandemia de Covid19 no quotidiano das crianças, das famílias e de toda a comunidade.

PUB

PUB

PUB

PUB