Covid-19: Politécnico de Castelo Branco testa gratuitamente toda a comunidade académica

Toda a comunidade académica do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) vai ser testada gratuitamente à covid-19, no âmbito da retoma das atividades presenciais, anunciou esta instituição de ensino superior.

  • Educação
  • Publicado: 2021-04-19
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Em comunicado enviado ao Diário Digital Castelo Branco, o IPCB refere que "a retoma das atividades presenciais será acompanhada da testagem a toda a comunidade académica", no âmbito da adesão da instituição ao programa de testagem da Cruz Vermelha Portuguesa - Ensino Superior.

"Os testes são gratuitos e voluntários e destinam-se a docentes, não docentes e estudantes, que serão testados à medida que retomarem a sua atividade presencial", lê-se na nota.

O IPCB retoma as atividades letivas e não letivas presenciais, em consonância com as decisões assumidas pelo Conselho de Ministros que confirmam a reabertura destas, nas instituições de ensino superior, a partir de hoje.

"A retoma progressiva das atividades ocorre sob acentuadas restrições e com a adoção de medidas de segurança promotoras do integral cumprimento das recomendações das autoridades de saúde. A utilização de equipamentos de proteção individual, a desinfeção de espaços coletivos e a adaptação das instalações e definição adequada de trajetos garantem condições de segurança a toda a comunidade", sublinha a instituição.

Segundo a nota, cabe aos órgãos de cada uma das seis escolas Superiores do IPCB "planear a retoma das atividades letivas e não letivas presenciais de acordo com as especificidades próprias de cada curso e unidade curricular, definindo prioridades de retoma em função dessa mesma especificidade".

Adianta ainda que, numa primeira fase, "as aulas presenciais terão lugar, fundamentalmente, para as unidades curriculares onde a presença física dos estudantes é imprescindível", como é o caso das aulas práticas e laboratoriais.

No que se refere a refeições, será retomado o funcionamento dos bares e refeitórios à medida que se concretizar o plano de retoma de cada uma das escolas.

Citado na nota, o presidente do IPCB, António Fernandes, reforça a importância da retoma das atividades presenciais "no contexto da plena formação dos estudantes, bem como com a possibilidade de testagem da comunidade académica".

"O regresso gradual da presença de pessoas na instituição, nas diferentes escolas e serviços, evidencia o papel do IPCB na criação e difusão de conhecimento e que no momento presente se assume como um exemplo no processo em curso de normalização dos vários setores da atividade económica", conclui.

PUB

PUB

PUB

PUB