Fundão: Renda de Lérias é foco de investigação académica

A Renda de Lérias é o foco de uma investigação sobre a produção de peças de vestuário com a aplicação e utilização da Renda de Léria, que foi inicialmente apresentada na Conferência Internacional Senses and Sensibility, realizada, em 2019, na Academia das Ciências de Lisboa.

  • Educação
  • Publicado: 2020-12-31
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Após apresentação nesta conferência foi agora publicado o livro de atas daí resultante, onde está patente o artigo das Lérias.

 

A investigação está a ser coordenada pela professora Alexandra Cruchinho, envolvendo ainda Ana Sofia Marcelo e Paula Peres, da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco, e Madalena Pereira, da Universidade da Beira Interior.

 

As Lérias são uma renda especial e uma tradição secular e exclusiva da Póvoa de Atalaia, aldeia situada no concelho do Fundão. Apresenta-se como uma referência do património cultural e da história desta aldeia e é utilizada essencialmente em naperons e toalhas.

 

Em 2017, o Município do Fundão e a União de Freguesias da Póvoa de Atalaia e Atalaia do Campo decidiram promover um concurso, denominado “Tradições da Beira Interior na Moda” para aplicação das Lérias em novos produtos, envolvendo as populações do interior do país com tradição na criação das rendas das lérias e os jovens oriundos das universidades e institutos politécnicos, ou outras instituições, com cursos na área do design de moda, o que dinamizou a criação de novos produtos e a realização deste estudo.

 

A Renda de Lérias associa-se à inovação através da criação de novos produtos, sendo alvo de um estudo, facto que reforça o estatuto de elemento diferenciador e irá permitir conservar esta secular tradição.

PUB

PUB

PUB

PUB