Covid-19: UBI tem 303 estudantes alojados nas residências

A Universidade da Beira Interior (UBI), que suspendeu as aulas presenciais devido à pandemia da covid-19, mantém 303 estudantes de vários países alojados nas residências e uma cantina a funcionar, informou aquela instituição sediada na Covilhã, distrito de Castelo Branco.

  • Educação
  • Publicado: 2020-03-24
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, a UBI explica que, "apesar da suspensão das atividades letivas e do encerramento de um conjunto de serviços no âmbito das medidas de combate à propagação da covid-19, as residências mantêm o funcionamento adequado para a instalação dos estudantes que não podem regressar às suas zonas de origem".

Segundo o referido, mantêm-se nas instalações 303 estudantes de 26 países, sendo que os alunos em maior número são de Angola (118), Brasil (84) e Equador (22), entre outros.

A UBI refere igualmente que há 17 portugueses que ali permanecem.

Para responder às necessidades destes e de mais algumas centenas que vivem em casas na cidade, esta instituição também optou por manter uma cantina aberta, designadamente a Cantina de Santo António, que também voltou a ter horário de fim de semana.

"Esta cantina, situada junto ao maior conjunto de residências da UBI, mantém-se aberta todos os dias (incluindo fins de semana e feriados) ao almoço no horário habitual (12:00 às 14:00). Será adotado o regime de serviço take-away para o jantar, que deve ser levantado entre as 12:00 e as 14:00", é referido.

De acordo com a informação, os estudantes alojados na Residência Pedro Álvares Cabral (PAC), próxima da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, passam a ter disponíveis refeições através de take-away na receção da residência.

"O pagamento só pode ser feito com cartão da UBI ou através de senhas a adquirir no mesmo local. São oferecidos dois pratos alternativos e uma refeição vegetariana com um custo de 1,5 euros (apenas prato do dia). Se o utente optar por utilizar as suas embalagens, deve assegurar-se que estão devidamente higienizadas, sob pena de não serem aceites. Nesse caso, será usada a embalagem dos SASUBI, com um custo acrescido de 0,5 euros", especifica a instituição.

A UBI também ressalva que "as medidas poderão ser ajustadas em qualquer momento, atendendo às orientações das autoridades nacionais e internacionais de saúde e às medidas previstas no Plano de Contingência da UBI".

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 345 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito na segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde.

Dos infetados, 201 estão internados, 47 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

PUB

PUB

PUB

PUB