Desporto Adaptado da APPACDM de Castelo Branco marca presença nos 7ºs Jogos Adaptados da Cova da Beira Special Olympics Portugal

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Dificiencia (APPACD) de Castelo Branco deslocou-se à Covilhã para participar nos sétimos Jogos Adaptados da Cova da Beira/Special Olympics Portugal. 

  • Desporto
  • Publicado: 2019-12-06
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão com Dificiencia (APPACD) de Castelo Branco deslocou-se à Covilhã para participar nos 7ºs Jogos Adaptados da Cova da Beira/Special Olympics Portugal.

Segundo informação a que o Diário Digital teve acesso, o evento foi organizado pela APPACDM local, que contou com a presença de 200 atletas provenientes de todo o país (participação recorde). A instituição albicastrense participou nas modalidades de Ténis de Mesa, Futsal Unified e Natação.

Relativamente às classificações, no ténis de mesa o atleta Jorge Mendes (nível 1) venceu a sua categoria, enquanto o mesatenista Rúben Vareta (nível 2) ficou em 2º lugar e João Gomes (nível 1), Guilherme Morão (nível 2) e João Diogo (nível 4) conquistaram a medalha de bronze. Quanto aos atletas João Carlos e Liliana Fernandes conseguiram um honroso 4º lugar. No Futsal Unified, onde jogam também um parceiro sem deficiência, a instituição albicastrense alcançou o 1º lugar levando de vencida os jogos do seu grupo. Já na modalidade de natação, a atleta Rafaela Louro conseguiu alcançar o 1º lugar nas provas de 50m costas e 50m livres. Os atletas João Gil (25m costas) conseguiu um brilhante 4º lugar, Miguel Rapoula (50m e 100m livres) alcançou um 4º e 6º lugar respetivamente, e Isabel Nunes classificou-se em 2º lugar nos 25m livres e 4º lugar nos 25m costas. Destaque ainda para a atleta Liliana Fernandes que conseguiu vencer a prova de 25m livres. A estafeta albicastrense conseguiu atingir um brilhante 3º lugar. 

Em termos organizativos, as competições desenrolaram-se tendo como base o princípio da equidade dos participantes e desta forma criaram-se diversos grupos competitivos com base nas competências dos atletas.

De salientar que tecnicamente a comitiva foi acompanhada por Raquel Correia (psicóloga clinica) e Pedro Pires (Técnico de Desporto Adaptado).

Os eventos foram pautados pela boa disposição, alegria e fair-play entre todos os participantes, o que fez com que além de jogos muito disputados existisse um ambiente de convívio entre todos.

No decorrer deste mês, a APPACDM de Castelo Branco foi convidada a participar em duas palestra organizadas pela Albigym e um grupo de alunos da IPCB-ESECB, para abordar a temática do desporto Adaptado.

PUB

PUB

PUB

PUB