Castelo Branco: Cáritas Interparoquial lança livro em prol de comunidade em rede

A Cáritas Interparoquial de Castelo Branco, através do Projeto ‘Recomeçar na Inclusão’, lançou o livro ‘Recomeçar na Inclusão – em Rede’, que resulta dos “esforços em bem receber, acolher, integrar e acompanhar” pessoas de países terceiros e refugiados na cidade albicastrense. 

  • Cultura
  • Publicado: 2023-05-27 13:11
  • Por: Diário Digital Castelo Branco

“Esta obra contém retratos, testemunhos e histórias de vida, em português, com a respetiva tradução em inglês, e procura celebrar a diversidade cultural da cidade, bem como a diversidade nas respostas para o acolhimento das diversas entidades do município”, anuncia a revista Eclésia online. 

A instituição da Diocese de Portalegre-Castelo Branco explica que essas respostas são um trabalho que têm desenvolvido em rede, “em prol de uma comunidade mais coesa na sua diversidade”, mais tolerante nas suas divergências, e mais unida nas suas causas.

“Valorizamos o trabalho em equipa, promotor da dignidade humana e coesão das comunidades, através da afirmação da diversidade”, destaca a Cáritas Interparoquial de Castelo Branco.

O livro ‘Recomeçar na Inclusão – em Rede’, da autoria de Maria Roque e fotografias de João Farias, foi apresentado esta terça-feira, 23 de maio, numa sessão presidida pelo bispo diocesano, D. Antonino Dias, na sacristia grande da igreja concatedral de Castelo Branco.

A Cáritas Interparoquial de Castelo Branco explica que assinalou, em dezembro de 2022, um ano do Projeto Recomeçar na Inclusão, com que acompanha e apoia pessoas de países terceiros e refugiados “na sua integração” nesta cidade, financiado pelo Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI),  e para materializar e imortalizar o trabalho desenvolvido publicou, pela Editorial Cáritas, este livro com 46 testemunhos e fotografias de alguns beneficiários.

A sessão de apresentação da nova publicação foi “enriquecida” com um lanche multicultural, com comida tradicional guineense, brasileira, iraquiana e síria, preparada respetivamente por Luciana Lopes, Nágela Gaspar, Rasha Ibadi, Rosa Síria, com comida tradicional síria, e quatro momentos musicais, dos músicos Odair Mendes e professor Gabriel Silva, com eufónio, da escola profissional do Conservatório de Castelo Branco e os estudantes internacionais Polldo, Masta Drupé e Herineu Precindo.

A Cáritas Interparoquial de Castelo Branco é uma instituição de solidariedade social que intervém junto da comunidade albicastrense com “carências ao nível financeiro, alimentar, de vestuário”, entre outros.

PUB

PUB

PUB

PUB