Covid-19/Fundão: Restaurante das Casas de Alpedrinha recebe pequenos grupos e eventos à porta fechada

Nos braços da Serra da Gardunha, aconchegado entre o verde da montanha, das oliveiras e das cerejeiras, o restaurante das Casas de Alpedrinha se reinventa em contexto pandémico e passa a atuar, exclusivamente, na organização de eventos à porta fechada. 

  • Economia
  • Publicado: 2022-01-12 16:22
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Localizado na Quinta do Anjo da Guarda, um empreendimento familiar e secular no concelho do Fundão, o restaurante possui um cenário encantador com vista panorámica para a Beira Baixa, nomeadamente, para o concelho de Castelo Branco, de onde também são oriundos os produtos utilizados na confeção do menu. Habituado a receber pessoas de todos os cantos de Portugal e do mundo, com a pandemia de Covid-19, o restaurante passou por uma reestruturação com o objetivo de zelar pela segurança sanitária do público.

A pensar nos cuidados impostos pela pandemia, o restaurante apresenta-se como uma opção para a realização de encontros de pequenos grupo e eventos, com até 15 pessoas, em um ambiente acolhedor e seguro, obedecendo as normas recomendadas pela Direção-Geral de Saúde, como a apresentação do Certificado Digital de Vacinação e o espaço necessário para a circulação de pessoas com segurança.

Segundo o que o Diário Digital Castelo Branco (DDCB) sabe, além da segurança exigida nos tempos atuais, o restaurante das Casas da Alpedrinha não abre mão de oferecer aos seu amigos e clientes um ambiente de tranquilidade e com um bela vista panorâmica sobre a Beira Interior, as pessoas que escolhem realizar os seus eventos no empreendimento, encontram à mesa um menu pensado a partir do que há de melhor na gastronomia regional e nos seus produtos típicos, como o assado de porco beirão, prato feito com compota picante de frutas, acompanhado de migas de cebola com bacon e vinagrete de tomate com alho é uma das especialidades do empreendimento. Assim como o risotto de cogumelos com limão, ervas e queijo beirão. Tudo harmonizado com os característicos vinhos e espumantes da Beira Interior. 

Com um menu a preço fixo de 25€ por pessoa e inspirado nas raízes da nossa região, os clientes podem escolher entre quatro opções de pratos principais e quatro de sobremesas, tudo feito com produtos frescos. Segurança sanitária para os clientes e sustentabilidade económica orientam as práticas de todo empreendimento.

Em declarações ao DDCB, Luís Sá Pereira, Managing Partner das Casas de Alpedrinha, refere que “desde o início do projeto privilegiamos ingredientes locais, biológicos e a autenticidade de quem os produz, promovendo assim uma saborosa e sustentável viagem da terra ao prato”.

PUB

PUB

PUB

PUB