Penamacor: Inaugurada exposição “Ex-votos da Senhora da Póvoa – Materialidades Devocionais”

Foi inaugurada, no dia 13 de outubro, a exposição “Ex-votos da Senhora da Póvoa – Materialidades Devocionais”.

  • Cultura
  • Publicado: 2021-10-14 18:50
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Esta mostra, que estará patente no Museu Municipal de Penamacor até ao dia 30 de novembro, contempla os ex-votos que se encontram preservados no Santuário da Senhora da Póvoa e que perfazem uma coleção com um total de duas dezenas de exemplares, possuindo uma baliza cronológica entre o ano 1843 e o ano 1947.

A exposição plasma não só os exemplares encontrados no Santuário da Senhora da Póvoa, bem como o único exemplar que sobreviveu, até à atualidade, de devoção à Senhora da Quebrada, na Freguesia da Benquerença pertencente ao concelho de Penamacor.

Presentes na inauguração, estiveram o Presidente da Câmara Municipal de Penamacor, António Luís Beites Soares, o Pároco de Meimão e Vale de Nossa Senhora da Póvoa, Padre Eduardo Mendes, o Presidente da Junta de Freguesia do Vale da Senhora da Póvoa, José Filipe Mugueiro, e o Presidente da Junta de Freguesia de Benquerença, Álvaro Gil Leitão. Para António Luís Beites Soares este é um importante património religioso e cultural do concelho, que representa igualmente a devoção dos crentes, neste caso pela Senhora da Póvoa. Recorde-se que, localizado no sopé da serra d ́Opa, o santuário da Senhora da Póvoa foi, até à década de 50 do século XX, palco da principal romaria da Beira Baixa.

A exposição agora patente deu origem a um catálogo sobre a mesma que pode ser adquirido no Museu Municipal.

 

Ex-votos têm as suas origens perdidas no tempo

 

Desde tempos imemoriais que os romeiros acorrem à Senhora da Póvoa solicitando auxílio divino na esperança de curas para as suas maleitas ou livração de morte certa. O ser humano no momento de confronto com a morte eminente ou com a sua vida ameaçada, apela desde logo ao milagre, evocando uma qualquer proteção superior, seja ela a Deus ou a qualquer outro Santo da sua devoção.

Esses milagres formam fonte de expressão que se perpetua no tempo, em formas materializadas de petição ou de agradecimento.

Estas materialidades, designadas por ex-votos, “milagres”, ainda “tabuinhas pintadas” ou quadros votivos, têm as suas origens perdidas no tempo. O termo ex-voto é uma expressão latina e significa “segundo uma promessa” ou “por um voto”, podendo conter imagens que reproduzem o corpo, apenas partes do mesmo ou ainda conjuntos de pessoas, “sendo o testemunho material do pagamento de uma promessa, ou voto formulado”.

PUB

PUB

PUB

PUB