Portugal Lés-a-lés trouxe mais de duas mil motos à Sertã

Mais de duas mil motos fizeram paragem na Alameda da Carvalha, na Sertã, no passado dia 4 de junho por ocasião da segunda etapa da 23.ª edição do Portugal Lés-a-Lés.

  • Região
  • Publicado: 2021-06-11
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A caravana de motos vinda pela Estrada Nacional 2 entrou no Concelho da Sertã pela Ponte Filipina do Cabril, ancestral travessia do Zêzere, que os participantes classificaram de “inesquecível”, entrando em Pedrógão Pequeno e seguindo em direcção à Sertã.

Segundo informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso, para além de passar na Estrada Nacional 2, a caravana de motos passeou na Vila da Sertã, pelo centro histórico e Largo do Município. Além de motociclistas portugueses, participaram também motociclistas de todo o mundo, “da vizinha Espanha às mais afastadas ilhas britânicas, mas também do Luxemburgo, França, Suíça, Alemanha ou Itália. Além de amigos de Cuba, Brasil ou Angola numa das mais internacionais caravanas de sempre, deleitada com paisagens como as oferecidas,” conforme atestou a organização da prova.

A paragem na Alameda da Carvalha consistiu na colocação do carimbo nos passaportes da Rota da EN2 e reforço alimentar. Esta paragem estratégica permitiu aos participantes uma pausa retemperadora, decisiva para seguir viagem pela Ponte Filipina da Carvalha, seguindo em direcção à Estrada Nacional 2 até ao final da etapa em Abrantes. A terceira e última etapa decorreu no dia seguinte, 5 de junho, ligando Abrantes a Faro.

Integrada no plano turístico da Federação de Motociclismo de Portugal (FMP) para 2021, o Portugal Lés-a-Lés consistiu numa maratona mototurística sem fins competitivos, assumindo-se como pioneira no nosso país, fazendo a sua travessia em quatro dias de mototurismo, num desafio que composto por resistência (20%) e aventura (80%). A paragem na Sertã contou com o apoio do Município da Sertã.

PUB

PUB

PUB

PUB