Autárquicas2021/Idanha-a-Nova: Armindo Jacinto apresentou "Idanha Solidária"

Armindo Jacinto apresentou no dia 4 de junho a sua recandidatura à presidência da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, pelo Partido Socialista (PS). 

  • Região
  • Publicado: 2021-06-08
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A sessão de apresentação decorreu no recinto da Feira Raiana, em Idanha-a-Nova, onde centenas de apoiantes formaram uma calorosa moldura humana, unida em torno da candidatura Idanha Solidária.

“Idanha Solidária é o nome que damos, desde o início, à nossa estratégia: uma estratégia de coesão económica e social, para fomentar o empreendedorismo, a criação de riqueza e emprego, captar e fixar talento, garantir uma oferta de qualidade na Educação, na Saúde, na Habitação e na Segurança em todo o concelho de Idanha-a-Nova”, afirmou Armindo Jacinto, na sua intervenção.

Os resultados estão à vista. O candidato do Partido Socialista, atual presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, frisa que “Idanha está a ganhar a batalha contra o despovoamento que afeta grande parte do país, através da inversão dos fluxos migratórios, agora positivos. Ou seja, passados muitos anos, são desde 2019 mais as pessoas que vêm viver para o nosso concelho, do que as que saem”.

“Outro bom indicador do sucesso da nossa estratégia”, salienta Armindo Jacinto, “é o baixo nível de desemprego no concelho de Idanha-a-Nova, quando comparado com os níveis da região e do País. Hoje em dia, vários investidores que apostam neste território, sobretudo no âmbito da economia verde, procuram mão-de-obra e já não a conseguem encontrar em Idanha-a-Nova”.

Lançada em 2015, a Estratégia Recomeçar tem congregado os projetos da autarquia nos mais diferentes domínios. Os resultados obtidos por esta estratégia de marketing territorial foram premiados em Londres, em 2018, com uma Menção Honrosa entre as marcas territoriais do Mundo. Já este ano, a Estratégia Recomeçar foi incluída no ‘Hall of Fame’, o Passeio da Fama das 20 mais importantes Marcas Territoriais do Mundo, colocando pela primeira vez uma pequena comunidade da Europa entre os principais países, regiões e cidades mundiais.

A obra feita pela autarquia também merece destaque. Armindo Jacinto realça que até ao final do seu segundo mandato, “a Câmara de Idanha-a-Nova contabiliza cerca de 240 obras lançadas, com cerca de 22 milhões de euros executados e a executar, por todo o concelho de Idanha-a-Nova, na reabilitação do espaço público e das infraestruturas municipais”.

A equipa candidata à Câmara Municipal de Idanha-a-Nova pretende continuar a trabalhar com as pessoas e para as pessoas, em prol dos Idanhenses e do desenvolvimento do concelho de Idanha-a-Nova. É composta por Armindo Jacinto, Idalina Costa, João Carlos Sousa, Elza Gonçalves e Laurinda Geraldes.

Na sessão de apresentação da candidatura Idanha Solidária, foram ainda apresentados os candidatos às Freguesias e Uniões de Freguesia do concelho de Idanha-a-Nova –  equipas jovens, dinâmicas e preparadas para qualquer desafio – e foi apresentado o candidato à Assembleia Municipal, João Dionisio, que se recandidata ao cargo que tem exercido com elevada competência. 

A noite ficou ainda marcada pela garantia dada pelo Ministro do Ensino Superior, Manuel Heitor, transmitida pelo Secretário-Geral Adjunto do PS, José Luís Carneiro, de que a ESGIN vai manter a sua sede e autonomia em Idanha-a-Nova.

Outro dos momentos da noite foi o anúncio da criação da Concelhia da Juventude Socialista de Idanha-a-Nova, desafiando David Couchinho para Mandatário da Juventude da candidatura Idanha Solidária.

Intervieram nesta sessão, Armindo Jacinto, candidato a Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova; João Dionisio, Presidente da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Idanha-a-Nova e candidato à Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova; Tiago Monteiro, Presidente da Federação Distrital de Castelo Branco da Juventude Socialista; Vitor Pereira, Presidente da Federação Distrital de Castelo Branco do Partido Socialista; José Rocha, coordenador do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local da Região de Castelo Branco; Francisco Gregório Mendes, representante de uma IPSS do concelho de Idanha (Monfortinho); Álvaro Rocha, anterior Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e Mandatário da candidatura Idanha Solidária; Joaquim Morão, nome histórico do Partido Socialista e antigo Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova; Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização; João Paulo Catarino, Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território; Jorge Seguro, Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional; e José Luís Carneiro, Secretário-Geral Adjunto do Partido. 

PUB

PUB

PUB

PUB