Covid-19: Centro Hospitalar do Médio Tejo suspende visitas a todos os doentes

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) suspendeu as visitas aos doentes internados nos hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, devido ao "fortíssimo aumento dos casos de contágio" pelo novo coronavírus.

  • Região
  • Publicado: 2021-01-16
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

Em comunicado, o CHMT refere que a medida tem "efeitos imediatos" e, com a mesma, "pretende salvaguardar o melhor interesse da segurança clínica, não só dos próprios doentes, bem como dos profissionais" daquele centro hospitalar que serve cerca de 250 mil habitantes da região do Médio Tejo, no distrito de Santarém.

A decisão, lê-se na nota, "surge na sequência do novo estado de emergência […] associado ao período de confinamento obrigatório" e tem em conta, ainda, "o fortíssimo aumento dos casos de contágio decorrentes da propagação do vírus SARS-CoV-2”.

“Esta medida, agora em vigor, será objeto de revisão decorrente da evolução pandémica em curso” é acrescentado.

No final de outubro, o CHMT restringiu ao domingo, e por um período máximo de 30 minutos, as visitas a doentes internados nos hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, uma alteração justificada na ocasião pelo "aumento exponencial do número de casos de infeção por SARS-CoV-2 […] associado ao número de óbitos".

Na segunda-feira, o CHMT ativou uma nova fase do Plano de Contingência da pandemia de covid-19, com transferência do Serviço de Ortopedia do hospital de Abrantes para o hospital de Tomar.

Foram também instaladas mais 26 camas em enfermaria e cinco em cuidados intensivos na unidade hospitalar de Abrantes, hospital de referência para tratamento a doentes covid-19.

Constituído pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, separadas geograficamente entre si por cerca de 30 quilómetros, o CHMT funciona em regime de complementaridade de valências, abrangendo uma população na ordem dos 260 mil habitantes de 11 concelhos do Médio Tejo (distrito de Santarém), Vila de Rei (distrito de Castelo Branco), e ainda dos municípios de Gavião e Ponte de Sor (distrito de Portalegre).

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.994.833 mortos resultantes de mais de 93 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.543 pessoas dos 528.469 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PUB

PUB

PUB

PUB