Proença-a-Nova: CCVF assinala 13º aniversário com inauguração do espaço GPFloresta

O Centro Ciência Viva da Floresta (CCVF) assinalou o 13º aniversário com a inauguração de um novo módulo: o espaço GPFloresta – Gerindo e Protegendo a nossa Floresta que inclui a recuperada carrinha Bedford que esteve 36 anos ao serviço da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova e que continuará a servir a floresta sensibilizando os visitantes do Centro para a importância de se prevenirem os incêndios florestais.

  • Cultura
  • Publicado: 2020-08-02
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

“Agora será um veículo de conhecimento para todas as nossas crianças, e também para os mais graúdos, relativamente àquilo que deve ser o bem maior que tem o concelho, a floresta, a sua fonte maior de riqueza. Deve ser transmitido desde logo aos pequeninos a forma de a usar e também de ser cuidada por nós”, considerou João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, que, em conjunto com Rosalia Vargas, presidente da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica – Ciência Viva, descerrou a placa do novo espaço. 

Na sua intervenção, Rosalia Vargas destacou o trabalho desenvolvido pelo CCV da Floresta ao longo destes 13 anos, recordando o trabalho em rede, “que se faz porque há investigadores”, referindo a parceria com o Instituto Politécnico de Castelo Branco. “Esta é a joia última deste Centro: recuperar e dar outra função a um carro dos bombeiros tão emblemático é uma grande obra. E tenho a certeza que muitas crianças vão ser felizes lá dentro, a ouvir histórias e a aprender cidadania a todos os momentos”, referiu.

Na festa da inauguração estiveram presentes, entre outros convidados, as crianças do atelier de tempos livres do Município - equipadas a rigor -, vários bombeiros da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova, o atual e o anterior presidente da direção e o seu bombeiro mais antigo, por todos conhecido como António “Rolheiro”, que cortou a fita do novo espaço, numa sentida homenagem. “Evidentemente que o dia não podia ser melhor com a presença do sr. António, que foi segundo comandante dos Bombeiros e, além disso, o primeiro que, ao tempo, conduziu o carro quando chegou a Proença-a-Nova, entre muitos outros que se lhe seguiram”, recordou João Lobo. A festa terminou com os parabéns a você ao CCV da Floresta e com a diretora executiva, Edite Fernandes, a agradecer o apoio de todas as instituições e dos colaboradores que têm contribuído para o sucesso deste equipamento, recordando que o novo módulo resulta de uma candidatura ao Fundo Ambiental, integrado na Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

Em dia de aniversário, para além da entrada gratuita no Centro, foi ainda realizado um Atelier de Cultura e Gastronomia, do projeto Beira Baixa Cultural, com o tema "A utilização de Licores de Ervas Aromáticas e de Medronho em Cocktails". Mark Walker, experiente produtor de licores premiados, orientou a sessão de modo a que os participantes compreendessem a base para a execução de qualquer cocktail e ofereceu uns quantos segredos para a confeção de licores e xaropes, utilizando o medronho e as plantas aromáticas mais comuns na nossa região. Este atelier, cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia, marca também o Ano Municipal das Plantas Aromáticas e Medicinais.

PUB

PUB

PUB

PUB