Benfica e Castelo Branco – Adensa-se uma onda de contestação à gestão de Jorge Neves

Em prol do interesse público e desportivo albicastrense, têm-se adensado, nestes últimos dias, as criticas e as duvidas à atual gestão liderada por Jorge Neves sob várias vozes albicastrenses, que têm feito chegar à redação do Diário Digital Castelo Branco, a sua apreensão e descontentamento à gestão do clube.

  • Desporto
  • Publicado: 2020-05-21
  • Autor: José António Baleiras

O atual presidente, não só é consequência das recentes e ainda enigmáticas demissões de dois “pesos pesados” da estrutura do Sport Benfica e Castelo Branco (SBCB), António Belo e Jorge Gomes, como noticiou o Diário Digital na semana passada, assim como, pela gestão da tesouraria herdada do ex-Presidente, António Machado, deixando no SBCB uma boa almofada financeira, e pelo actual recurso a um empréstimo da Federação Portuguesa de Futebol, por parte da atual direcção.

Segundo informação a que o Diário Digital teve acesso, o SBCB recebeu, por parte da Câmara Municipal de Castelo Branco uma transferência de 150 mil euros para a época desportiva 2019/2020, no entanto, a autarquia já fez um reforço de mais 20 mil euros, aprovada no passado dia 07 de Fevereiro de 2020 em reunião de Câmara ordinária.

Miguel Fradique, candidato derrotado das eleições de há um ano, é o mais recente rosto das dúvidas que subsistem e se adensam em torno da Direcção do SBCB, tendo emitido um comunicado nas redes sociais em torno destes problemas que em nada dignificam o bom nome do SBCB.

Fradique é peremptório, “ foi-me informado, aquando da minha candidatura, que o orçamento para o SBCB seria reduzido em 50 mil euros, pois, os valores de transferência anteriores para o SBCB eram de 200 mil euros, pelo que, pode-se verificar que tal condição não foi cumprida”, declara ao Diário Digital.

Acresce, agora, o recurso a financiamento junto da FPF! Porquê? Para quê? Questiona Miguel Fradique.

De recordar, ainda, que em torno do futebol de formação, como noticiado pelo Diário Digital em 29 de Fevereiro de 2020, continuam as duvidas e a ausência de resposta ao sucedido e noticiado https://www.diariodigitalcastelobranco.pt/noticia/52412/benfica-e-castelo-branco-em-crise .

Ao que Diário Digital teve ainda conhecimento, está agora a surgir um novo ‘focus’ de problemas para o SBCB em torno do futebol de formação e dos jovens iniciados em face do protocolo formalizado entre os três clubes da cidade. SBCB, Desportivo de Castelo Branco e Valongo, cuja decisão é do conhecimento do Presidente da Câmara Municipal, Luís Correia.

O SBCB está apurado para disputar o campeonato nacional de iniciados, mas os seus jogadores, de maior talento, foram contactados pelo dirigente Rui Paulo do SBCB e por André Marques do Desportivo de Castelo Branco porque, em face do protocolo, têm de ir jogar neste clube desportivo que disputa o campeonato distrital.

Isto é, como diz o senso comum “ andar de cavalo para burro”!!! Ou pedir a um aluno que conclui o 9ºano que agora tem de ir para o 7ºano em vez do 10ºano.

E assim vai o desporto Albicastrense, em crise.

 

PUB

PUB

PUB

PUB