Idanha-a-Nova: Peça “À Deriva" interpretada em castelhano enche Teatro em Cuba

Cada vez mais internacional, a Ajidanha viajou este mês até Cuba para participar no Festival de Teatro Olga Alonso, um evento de referência que decorreu de 4 a 8 de março, na cidade de Fomento.

  • Cultura
  • Publicado: 2020-03-13
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Para o grupo de Idanha-a-Nova, a hospitalidade do povo cubano não podia ter sido melhor: o público acolheu com casa cheia as duas apresentações do multipremiado espectáculo “À Deriva”.

A peça foi interpretada em castelhano, numa versão já premiada em Espanha e que tem permitido aumentar o potencial internacional da Ajidanha, em particular em países de língua espanhola.

“Foi uma experiência impactante quer para nós, quer para o público cubano, porque o ‘À Deriva´ fala de temas como a democracia e as ditaduras, que têm um peso muito peculiar em Cuba. Impressionou-nos a maneira como o público reagiu ao espectáculo, visto que o festival decorre numa cidade do interior que é menos cosmopolita que Havana”, conta Rui Pinheiro, ator e presidente da Ajidanha.

Em Fomento, na província de Sancti Spíritus, Rui Pinheiro subiu ao palco com Bruno Esteves e Núria Cuadrado, apoiados por Carla Sofia Miguel na parte técnica.

A companhia de Idanha-a-Nova foi a única representante portuguesa selecionada para a 31ª edição do prestigiado Festival de Teatro Olga Alonso, que envolveu ainda grupos da Colômbia, Itália, Alemanha, México e Cuba.

Num ano de significativa expansão internacional, a Ajidanha tem prevista a apresentação de alguns dos seus espectáculos em vários países, circulando por três continentes.

Depois da viagem até Cuba, ainda em março deverá apresentar "Opus" na 19.ª edição do festival "24 heures du théâtre", na Tunísia, que decorre na localidade de Le Kef, organizado pelo Centre des Arts Dramatiques et Scéniques du Kef. Um festival dedicado às artes cénicas que se impõe como moderador de uma dinâmica artística e festiva na cidade de Kef e em todo o noroeste da Tunísia. 

No final de abril, a Ajidanha prevê apresentar "O Anexo" em Cambrai, norte de França, integrado nos 50 anos da ACRSP, uma associação de emigrantes portugueses naquela localidade.

Além destas apresentações em destinos mais distantes, a Ajidanha continuará a circulação de espectáculos em território português e espanhol.

PUB

PUB

PUB

PUB