Portugal/25 anos na Europa: Mário Soares e Felipe González regressam aos Jerónimos

Os 25 anos da adesão à União Europeia serão comemorados no sábado com um regresso ao Mosteiro dos Jerónimos dos protagonistas políticos da época em Portugal e Espanha, Mário Soares e Felipe González, que serão homenageados.

  • País
  • Publicado: 2010-06-11
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
Os 25 anos da adesão à União Europeia serão comemorados no sábado com um regresso ao Mosteiro dos Jerónimos dos protagonistas políticos da época em Portugal e Espanha, Mário Soares e Felipe González, que serão homenageados.

Além dos antigos primeiros ministros português e espanhol, que em 12 de junho de 1985 assinaram nos Jerónimos o Tratado de Adesão à então CEE, participam o Presidente da Republica, Cavaco Silva, o primeiro ministro, José Sócrates, e o seu homólogo espanhol, José Rodrigues Zapatero.

A cerimónia nos Jerónimos é antecedida, hoje, de um colóquio promovido pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, que contará também com a presença do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e do presidente do Parlamento Europeu, Jersy Buzek.

Num momento “em memória da adesão”, será prestada homenagem aos protagonistas políticos da entrada de Portugal e Espanha na então CEE, Mário Soares e Felipe González, disse à Lusa fonte da iniciativa.

Após as comemorações em Lisboa, os responsáveis partem para Madrid, onde participam, com os Reis de Espanha, nas cerimónias que assinalam a adesão espanhola à União, segundo informação divulgada pelo Parlamento Europeu.

A vinda de Zapatero decorre numa altura em que a empresa espanhola Telefónica ameaçou a Portugal Telecom com uma Oferta Pública de Aquisição (OPA), caso esta não aceite a venda da posição que detém na brasileira Vivo.

No colóquio de hoje participarão o ministro dos Negócios Estrangeiros à época da adesão e atual presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, os antigos ministro Ernâni Lopes e Rui Machete e o antigo comissão europeu António Vitorino, assim como Marcelo Rebelo de Sousa e Guillherme d’ Oliveira Martins.

PUB

PUB

PUB

PUB