Turismo: Hotel vínico abre em julho em Gaia para "promover todos os vinhos portugueses" - Adrian Bridge

O The Yeatman Oporto, o primeiro hotel vínico de luxo em Portugal, um investimento de 32,5 milhões de euros, abre ao público a 05 de julho para "promover todos os vinhos portugueses".

  • País
  • Publicado: 2010-05-06
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
O The Yeatman Oporto, o primeiro hotel vínico de luxo em Portugal, um investimento de 32,5 milhões de euros, abre ao público a 05 de julho para "promover todos os vinhos portugueses".

"Estamos na zona histórica de Gaia, mas estamos envolvidos com os vinhos portugueses de todas as regiões e não só com o Vinho do Porto", afirmou hoje à agência Lusa o presidente executivo da Fladgate Partnership e do The Yeatman.

Adrian Bridge explicou que o hotel vínico de luxo será "um embaixador dos bons vinhos portugueses" e realçou que se pretende que seja "uma plataforma para expandir o mercado de turismo da cidade no setor de luxo".

Segundo o responsável da Fladgate Partnership, "o Vinho do Porto é uma bandeira de Portugal", considerando que "há pessoas que conhecem melhor o produto do que o país".

Depois de ter vendido o anterior investimento hoteleiro no Pinhão - a Vintage House - a empresa detentora de várias marcas de Vinho do Porto decidiu investir na zona histórica das caves de vinho do Porto, em Vila Nova de Gaia, porque "é menos sazonal do que o Douro".

"A nossa prioridade passa por aqui, porque o mercado que existe na cidade é menos sazonal", realçou o empresário, admitindo a possibilidade de novos investimentos no setor hoteleiro.

"Temos possibilidade, porque somos donos de 11 quintas no Douro, mas não temos planos para já", disse.

O The Yeatman, considerado Projeto de Interesse Nacional (PIN) e Projeto de Interesse Municipal (PIM), está distribuído por seis socalcos, invocando a distribuição das típicas vinhas do Douro e dispõe de 12 suites e 70 quartos com vista para o rio Douro e para o Centro Histórico do Porto.

O hotel de cinco estrelas vai criar 103 postos de trabalho numa primeira fase, podendo atingir um pico de 130 trabalhadores, avançou o empresário.

PUB

PUB

PUB

PUB