Crise financeira: Juros da dívida portuguesa a 5 anos baixam pela primeira vez em 13 sessões

 Os juros das Obrigações do Tesouro a cinco anos estão hoje a descer, pela primeira vez desde o dia 12 de abril, aliviando assim do máximo histórico fixado na quarta feira, de acordo com os dados da agência Bloomberg.

  • País
  • Publicado: 2010-04-29
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa

Os juros das Obrigações do Tesouro a cinco anos estão hoje a descer, pela primeira vez desde o dia 12 de abril, aliviando assim do máximo histórico fixado na quarta feira, de acordo com os dados da agência Bloomberg.

Por volta das 11:00, os juros ('yield') das OT portuguesas estavam nos 5,5245 por cento, depois de terem atingido na quarta feira um novo recorde desde a existência da moeda única europeia, nos 5,6667 por cento, culminando uma série de 13 sessões seguidas a subir.

Assim, o prémio pedido pelos investidores para comprarem dívida portuguesa em vez da dívida alemã baixou para os 351,5 pontos base, depois da forte pressão que os mercados têm colocado sobre Portugal, devido à subida da percepção de risco sobre a economia portuguesa, com o foco apontado ao desequilíbrio nas finanças públicas.

Portugal tem sido dos países da zona euro mais afetados pela difícil situação que vive a Grécia e viu a agência de 'rating' Standard & Poor's cortar o 'rating' da República em dois níveis, de 'A+' para 'A-' na quarta feira, o que levou ainda para máximos os seguros de proteção para um eventual incumprimento da dívida portuguesa, os 'credit default swaps' e tem pressionado o desempenho da praça acionista nacional.

Os juros da dívida portuguesa a 10 anos também aliviam hoje dos máximos, depois de terem superado na quarta feira a barreira dos seis por cento.

PUB

PUB

PUB

PUB