Idanhenses apelam à valorização agrícola do concelho

A sessão de 26 de Fevereiro da Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova, decorreu na Junta de Freguesia de Toulões, onde foi aprovada, por unanimidade, de uma Moção “a favor de melhores condições no sector agrícola”, apresentada pela bancada do Partido Socialista.

  • Economia
  • Publicado: 2024-02-27 22:35
  • Por: Diário Digital Castelo Branco

A Moção começa por salientar que “a agricultura representa uma das maiores atividades económicas para o concelho de Idanha-a-Nova”, o qual “possui a maior área de produção em modo biológico do País (41.656,10 ha), tendo crescido mais do dobro desde 2020, representando hoje cerca de 50% da SAU - Superfície Agrícola Utilizada (fonte DGADR)”.

Lembrando que “desde 2018, Idanha-a-Nova integra a Rede Internacional de Bio-Regiões, ganhando, em 2023, o prémio da Melhor Bio-Região da Europa”, a Moção “mostra-se solidária com as manifestações recentes dos agricultores, em particular os do concelho, contra a redução dos apoios”. Considera, porém, que “as reivindicações dos agricultores foram  atendidas por este Governo”. Nomeadamente, através de “um pacote medidas na ordem dos 400 milhões de euros, entre os quais se incluem 60 milhões para apoiar a agricultura biológica”, que permite “recuperar assim a redução prevista e anunciada no início do ano de 35%”.

Não obstante, a Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova deliberou “requerer ao Governo que, nos próximos anos, estas ajudas fiquem devidamente planeadas e garantidas, apelando ainda para a valorização da atividade agrícola no Interior do país, que não pode ser esquecida, pois prejudica gravemente o desenvolvimento destes territórios de Baixa Densidade e do Mundo Rural”.

A Moção será remetida ao Primeiro-Ministro, à Ministra da Agricultura e da Alimentação e à Ministra da Coesão Territorial, com conhecimento de organizações do sector agrícola.

PUB

PUB

PUB

PUB