Idanha-a-Nova: ESGIN recebe evento que define investimentos ambientais

A Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN) vai receber na próxima terça-feira, 30 de Janeiro, uma sessão de participação pública que promove a auscultação de todos os cidadãos, do poder local, das organizações da sociedade civil, da academia e das empresas desta região.

  • Educação
  • Publicado: 2024-01-23 23:06
  • Por: Diário Digital Castelo Branco

O evento decorrerá entre as 09:30 e as 17:00 horas e insere-se no âmbito do processo de criação da futura Estratégia Nacional de Investimento Verde, designada de Novo Pacto Verde (NPV), e é coorganizado pela Secretaria Geral do Ambiente, em parceria com a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa e a ESGIN.

O objetivo é constituir um plano de investimento estratégico e regenerativo de longo prazo de suporte à transição ambiental em Portugal. O Novo Pacto Verde irá identificar os setores-chave e as soluções que permitem fazer face à emergência climática, assegurando, nomeadamente, a existência de infraestruturas, competências e processos adequados para os desafios atuais e futuros, a solidez da qualificação e da formação da população, a criação de empregos verdes, valorizando a coesão territorial e a valorização do capital natural.

No âmbito deste plano, foram identificados seis grandes temas:

- Qualidade de vida com a Natureza;

- Cidadãos ativos e capacitados para a transição verde e justa;

- Pacto para a água;

 - Mobilidade coletiva, ativa e partilhada acessível a todas as pessoas;

- Energia Verde para todos;

- Pessoas e territórios seguros e adaptados às alterações climáticas.

Inspirado pelo Pacto Verde da União Europeia, o NPV pretende apresentar uma visão estruturada de longo prazo (2030), com propostas discutidas, consensualizadas e amplamente partilhadas e defendidas pela sociedade portuguesa, identificando-se desígnios comuns, necessidades coletivas prioritárias, apontando-se soluções e caminhos que suportem políticas públicas futuras em matéria de ambiente, trazendo ao debate comunidades e territórios. 

O público interessado nesta participação pública podem contribuir de duas formas: 

Sessões presenciais abertas:  O calendário, locais e formulário de inscrição para as 12 sessões presenciais de participação pública, abertas a todos os interessados – cidadãos, associações, especialistas, autarquias, empresas – estão disponíveis em www.novopactoverde.pt

Participação online: Para possibilitar a participação alargada de todos os interessados que não possam participar presencialmente, é possível a recolha de contributos através do site www.novopactoverde.pt

Depois desta fase de participação pública, seguir-se-á um processo de integração dos contributos recebidos e de elaboração de uma proposta de versão final do NPV, proposta que será oportunamente submetida a consulta pública via Portal Participa.pt.

PUB

PUB

PUB

PUB