Aluno da ESART em digressão nos EUA com a Orquestra da União Europeia

Pela primeira vez em duas décadas, a Orquestra de Jovens da União Europeia (OJUE) ruma até aos Estados Unidos da América. Na digressão da Primavera, agendada para abril e a primeira desde 1988 a abranger o outro lado do Atlântico, também participa o violinista Tiago Santos, aluno da classe de Augusto Trindade da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART).

  • Educação
  • Publicado: 2012-03-15 19:21
  • Por: Diario Digital Castelo Branco

Pela primeira vez em duas décadas, a Orquestra de Jovens da União Europeia (OJUE) ruma até aos Estados Unidos da América. Na digressão da Primavera, agendada para abril e a primeira desde 1988 a abranger o outro lado do Atlântico, também participa o violinista Tiago Santos, aluno da classe de Augusto Trindade da Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART).

Membro efetivo da formação há três temporadas consecutivas, o jovem de 23 anos, natural de Ovar e professor na Academia de Música de Paços de Brandão, concorreu pela primeira vez à OJUE em 2007, tendo então sido colocado na lista de suplentes. Da formação com 134 músicos faz ainda parte o trompetista José Almeida, aluno de António Quítalo e também mestrando no curso de Música da ESART.

A lista de participantes na digressão pela costa leste dos EUA inclui os restantes cinco portugueses apurados para a temporada 2011/12: a violinista Luísa Seco, da Academia Nacional Superior de Orquestra, em Lisboa; a violista Joana Nunes, da Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo, no Porto; o violoncelista António Novais e a contrabaixista Vera Pereira, ambos da Academia Real de Música de Londres; e o contrabaixista João Seara, da Escola Superior de Música de Lisboa, este último na vez de José Almeida.

De forma a celebrar os laços culturais entre os dois continentes, a OJUE convidou ainda 15 jovens norte-americanos que se irão juntar à formação em alguns dos concertos.

Para além dos ateliês informais em liceus de Washington D.C., os jovens europeus marcarão presença em três instituições de ensino superior.

Tal como acontece nas digressões anuais promovidas pela OJUE, uma de três a quatro semanas na primavera e outra de até cinco semanas no verão, a tournée em solo americano é antecedida por uma residência e por duas semanas de ensaios intensivos, desta feita na Suíça e com arranque marcado para 26 de março.
 

PUB

PUB

PUB

PUB