Sertã: Presidente da Câmara recebeu parceiros do projecto Fôlego

A recepção aos parceiros do projecto Fôlego, do qual o Município da Sertã faz também parte, decorreu na passada sexta-feira, dia 26 de Novembro, no Edifício dos Paços do Concelho da Sertã.

  • Região
  • Publicado: 2021-12-01 15:49
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

No evento estiveram presentes a Universidade da Islândia, H2Dance, Municípios de Mação, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila de Rei e Mapa das Ideias – Edições de Publicações.

No seu discurso de boas-vindas, Carlos Alberto de Miranda, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, mostrou-se entusiasmado com o projecto, destacando o carácter interdisciplinar que une a ecologia às artes: “O projeto Fôlego integra na perfeição ciência, cultura e desenvolvimento económico, colocando estas realidades em diálogo e procurando identificar as melhores soluções para uma sociedade, hoje muito marcada pelas questões da sustentabilidade. Estou confiante de que a ciência, a cultura e a economia de mãos dadas poderão ser fundamentais para construirmos o nosso futuro comum.” 

O autarca abordou o adiamento de espectáculos, referindo-se especificamente ao concerto de Bruno Pernadas, que marcaria o início do projecto, como medida de cautela para não correr riscos desnecessários. Carlos Alberto de Miranda finalizou o seu discurso deixando palavras de confiança e votos de sucesso à implementação do projecto Fôlego na região. Após a sessão, seguiu-se uma visita guiada a alguns pontos turísticos da vila da Sertã.

O projecto Fôlego, apresentado à imprensa a 25 de novembro, em Oleiros, aliará as artes, a ciência e o ambiente, trabalhando a problemática do clima em várias frentes- não apenas numa abordagem conceptual e artística, mas também pela sensibilização e envolvimento da comunidade em ações concretas no sentido da mitigação e adaptação aos efeitos da crise climática.

Selecionado para financiamento no quadro EEA Grants, Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu, o projeto é promovido pela Academia de Produtores Culturais, em parceria com Mapa das Ideias, H2Dance (Noruega), Universidade da Islândia, Associação Pinhal Maior e os cinco municípios – Mação, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã, Vila-de-Rei - atuando num esforço coordenado entre dezenas de instituições locais, nacionais e internacionais, de caráter governamental e não-governamental. Ao longo dos dois anos de implementação, o Fôlego terá uma presença forte e contínua, com diversas iniciativas.

PUB

PUB

PUB

PUB