Judo/Castelo Branco: VII Open António Morais marca o regresso das competições no Distrito

Associação Distrital de Judo de Castelo Branco regressou com a organização de uma competição após a pandemia, com um plano de contingência exigente e respeitando todas as normas da Direção Geral de Saúde, no passado domingo, dia 10 de Outubro. 

  • Desporto
  • Publicado: 2021-10-14 23:28
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Segundo informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso, foi levado a efeito uma competição que tinha sido cancelada em junho passado pelo aumento de casos em várias regiões do nosso país. Após o retorno e acalmia da Pandemia Covid-19 em Portugal a entidade que regula o Judo no distrito de Castelo Branco organizou assim o  VII Open Internacional Mestre António Morais, competição de homenagem ao Mestre que desenvolveu e continua a promover o Judo no Distrito.

Esta competição internacional realizou-se no Pavilhão Gimnodesportivo do Agrupamento de Escolas José Sanches e São Vicente em Alcains, para os escalões de juvenis (sub 15) e cadetes (Sub 18). Nesta edição, participaram 100 atletas de vários clubes nacionais em representação de várias zonas e regiões do nosso país e ainda 65 atletas de dois clubes de Espanha (Madrid e Getafe), bem como uma Seleção Regional Espanhola da Extremadura, num total de 165 jovens atletas competidores, acompanhados por um total 39 treinadores, 15 árbitros e 20 membros da organização local. 

A testagem à Covid-19 iniciou-se a partir das 8:30 h a todos os atletas, treinadores e equipa de organização, logo de seguida realizaram-se as pesagens das categorias de peso para dar início à competição pelas 11:30 h.

Do Distrito de Castelo Branco participaram 3 clubes, Escola de Judo Ana Hormigo (EJAH) com 11 atletas, Academia de Judo de Castelo Branco (AJCB) com 2 atletas e Atlético Clube Fundanense (ACF) com 3 atletas.

Os atletas do distrito estiveram em alta e grande evidência, com a conquista de 5 medalhas de ouro com Maria Inês Bernardino (-48 kg juvenil da AEJAH), Eduardo Sousa (+81 kg juvenil da AEJAH), Denisa Grecu (-48 kg Cadete da AEJAH), Adriana Torres (-63 kg cadete da AEJAH) e João Pedro Alves (-81 kg cadete da AEJAH), 3 medalhas de prata com Carlos Gregório (-55kg juvenil da AEJAH), Beatriz Dias (-63 kg juvenil da AJCB) e Matilde Gonçalves (-48 kg cadete da AEJAH) e ainda 3 medalhas de bronze com Núria Canarias (-48 kg juvenil do ACF), Beatriz Fradique (-63 kg juvenil do ACF) Ângela Carriço (-57 kg cadete da AEJAH).  Eduarda Martins (-57 kg cadete da AEJAH) classificou-se num honroso 5º lugar.

Participaram ainda Beatriz Pedro (-52 kg juvenil) da AJCB, Mário Serrano (-60 kg cadete) e Afonso Dias (-73 kg cadete) da EJAH e Pedro Oliveira (-60 kg cadete) do ACF.

No que respeita aos prémios de equipas dos diferentes escalões participantes e de acordo com todos os resultados finais de todas as categorias de peso foi possível coroar os seguintes clubes com o prémio de Equipas Cadetes, 1ª Lugar – Equipas – Sport Lisboa Benfica (90 pontos), 2ª Lugar – Equipas – Federação Extremenha de Judo (75 pontos) e de realçar a brilhante prestação da equipa beirã que alcançou 3ª Lugar – Equipas – Associação Escola de Judo Ana Hormigo (60 pontos). Nos resultados por Equipas Juvenis, destaque para o 1ª Lugar – Equipas – Judo Clube Sotillo (55 pontos), 2ª Lugar – Equipas – Sport Lisboa Benfica (50 pontos) e 3ª Lugar – Equipas – Judo Clube Lisboa (45 pontos).

De referir que esta competição internacional contou ainda com um estágio competitivo realizado no dia anterior à competição, sendo que no mesmo dia e após este apronto, foi realizado um jantar de convívio com vários treinadores estrangeiros e do nosso distrito, dirigentes de vários clubes e ainda representantes da Federação Portuguesa de Judo, na sua pessoa de Jorge Fernandes, Presidente da Direção da Federação Portuguesa de Judo e o seu Vice-presidente, Sérgio Pina.

No dia seguinte estes mesmo dirigentes não quiseram deixar de estar presentes na competição, participando na atribuição dos respetivos prémios aos vencedores.

A Associação Distrital de Judo de Castelo Branco, demonstra assim uma vez mais, e apesar das dificuldades e problemas tidos neste regresso atribulado no pós pandemia, de que é uma das maiores associações distritais do país na modalidade de Judo, demonstrando muita qualidade organizativa, qualidade técnica, boas infraestruturas, com locais e condições de excelência para a prática do Judo, atraindo assim inúmeras pessoas à região sendo que este evento já contou com público nas bancadas.

PUB

PUB

PUB

PUB