Castelo Branco: Ministro presente em conferência promovida pelo IPCB

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior quer ver o ensino superior politécnico disperso em todo o território, com formações realizadas nas empresas ou com empresas, reforçando a relação entre o setor público e o setor privado através da criação de sinergias.

  • Educação
  • Publicado: 2021-07-23 00:00
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

De visita ao Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), no passado dia 12 de julho, onde participou numa conferência sobre a promoção de ecossistemas de inovação regional, Manuel Heitor, considerou que a quinta da Escola Superior Agrária, uma das maiores do país associada ao ensino superior, poderá ser no futuro um importante centro de experimentação e inovação, algo que vai no sentido da reestruturação prevista para a instituição, trazendo para o junto das áreas agroalimentares, as ciências e as tecnologias.
O Presidente do IPCB, António Fernandes, elencou cinco fatores importantes para o momento atual da instituição: o crescimento do IPCB, a cooperação e presença do IPCB em toda a região, a consolidação orçamental, a reestruturação organizacional do IPCB e as possibilidades no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência.
António Fernandes aproveitou a ocasião para, no âmbito do PRR, anunciar a constituição do consórcio Rede Politécnica A23 para formação na área da proteção civil, cadastro e ordenamento do território, que será liderado pelo Politécnico de Castelo Branco e envolvendo os politécnicos da Guarda e de Tomar, e ainda a participação da instituição noutro projeto na área das competências digitais face ao potencial de empregabilidade da região neste importante setor.

PUB

PUB

PUB

PUB