Ana Oliveira é candidata à liderança da Associação Empresarial da Beira Baixa

Foi apresentada dentro do prazo fixado, uma candidatura aos órgãos sociais da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB), para o triénio 2021-2023, compreendendo Listas aos cargos da Assembleia Geral, Direção e Conselho Fiscal, a qual será submetida a sufrágio na Assembleia Geral Eleitoral, a realizar no dia 29 de abril de 2021.

  • Economia
  • Publicado: 2021-04-23
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Segundo informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso, a candidatura apresenta-se sob o desígnio “AEBB: Agregação e Diferenciação do Território da Beira Baixa”, proposta por várias empresas sedeadas nos 11 concelhos da zona de abrangência da AEBB, e liderada pela empresa LABFIT-HPRD: Health Products Research and Development Lda, representada pela empresária Ana Palmeira de Oliveira, candidata ao cargo de Presidente da Direção da AEBB.

“A nossa candidatura tem como objetivo a implementação de um conjunto de medidas que permitirão a consolidação do posicionamento da AEBB enquanto entidade regional na valorização do território e das empresas associadas, bem como, no enquadramento nacional, como entidade de referência na identificação de oportunidades no território para a valorização dos seus atributos e das suas empresas”, refere a empresária, sublinhando que esta lista irá desenvolver todos os esforços para que “a AEBB seja reconhecida como um elemento agregador, promotor de uma identidade regional, contribuindo de forma consistente para a diferenciação do território”.

De acordo com o Manifesto Eleitoral, as medidas que integram o Programa de Ação, resultam de um alinhamento de atividades estratégicas a executar, segundo padrões sustentáveis de desenvolvimento, cooperação e valorização profissional, em prol do desenvolvimento das empresas associadas da AEBB. Desta forma, a estratégia da AEBB delineada para o próximo mandato, está estruturada em 4 grandes eixos de intervenção:

- promover a ‘Formação, Emprego e o Empreendedorismo’ fundamentais para o incremento da competitividade empresarial e o desenvolvimento regional; 

- ‘Inovação e Investigação’, reforçar a dinâmica desenvolvida nos últimos anos na região através de projetos e estratégias estruturantes e diferenciadores fundamentais para a promover a competitividade empresarial;

- ‘Sustentabilidade e Competitividade’, procurando apoiar os associados nos processos de transição digital e climática, e incrementar o processo de internacionalização das empresas e dos produtos;

- ‘Afirmação da Identidade Regional’, através de atividades orientadas para promover uma cultura de identidades regional e de responsabilidade social,

Segundo Ana Palmeira, “a próxima década apresenta-se repleta de desafios e de inúmeras oportunidades, assentes numa lógica de valorização da inovação, do conhecimento e das tecnologias, não deixando para trás o enorme potencial das dinâmicas inerentes às pessoas, às suas qualificações e requalificações, ao seu bem-estar e procura de felicidade, culminando no lato mas tão importante conceito que é o da Qualidade de Vida”.

PUB

PUB

PUB

PUB