Castelo Branco: Câmara avança com criação de novo Centro de Empresas Inovadoras

O Centro de Empresas Inovadoras II (CEi2) de Castelo Branco vai ser criado no edifício da ex-Guarda Fiscal e o concurso público já foi lançado, afirmou à agência Lusa o presidente do município.

  • Economia
  • Publicado: 2021-04-08
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

"O atual Centro de Empresas Inovadoras está completo. Precisamos de outro espaço, porque a procura está a ser muita. Isto é bom, porque demonstra que há capacidade de atração de novas empresas", disse José Augusto Alves.

O autarca de Castelo Branco referiu que o concurso público para a elaboração do projeto "está lançado".

"O novo CEi vai ficar instalado no antigo edifício da ex-Guarda Fiscal, cujo proprietário é a Câmara de Castelo Branco", sublinhou.

O atual CEi foi inaugurado em julho de 2013 e representou um investimento de 3,6 milhões de euros, verba proveniente do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), num pacote total de seis milhões de euros.

Este pacote, além do financiamento desta infraestrutura, incluiu verbas para o Centro de Apoio Tecnológico Agroalimentar (CATAA).

Tem uma área total de 2.500 metros quadrados, capacidade para receber 35 empresas, seis oficinas, um auditório de 130 lugares, salas de trabalho e bar.

Apesar de estar aberto a todos os setores de atividade, tem como áreas prioritárias as de base tecnológica e de serviços avançados, preferencialmente no agroalimentar, biotecnologia, tecnologias de informação, comunicação e da climatização.

Atualmente, tem um volume de negócio que ronda os três milhões de euros, sendo que dois terços dizem respeito a exportação.

PUB

PUB

PUB

PUB