Empresários da Covilhã, Belmonte e Penamacor e Confraria da Pastinaca e Pastel de Molho criam Certificado de Qualidade para a restauração

Parceria visa instituir o reconhecimento dos restaurantes que se destaquem na utilização de cherovia e pastel de molho. 

  • Economia
  • Publicado: 2021-02-21
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A Associação Empresarial da Covilhã, Belmonte e Penamacor (AECBP) e a Confraria da Pastinaca e do Pastel de Molho (CPPM) vão criar um Certificado de Qualidade para atribuir aos restaurantes que se destacaquem na utilização de cherovia e pastel de molho. Segundo a informação enviada ao Diário Digital Castelo Branco, as duas entidades assinaram na passada quinta-feira, 18 de fevereiro, um protocolo de cooperação com vista à promoção destes dois produtos endógenos da Covilhã.

A criação do Cerificado de Qualidade tem como objetivo instituir o reconhecimento público dos restaurantes e estabelecimentos de restauração que se destaquem na venda, uso ou promoção dos produtos que incorporem a cherovia de produção local, assim como os produtos associados ao pastel de molho, incluindo o próprio molho, nas suas variantes tradicionais ou inovadoras. Para o efeito, será criado um júri nomeado pela AECBP e pela CPPM que atribuirá os certificados, nas duas categorias (cherovia e pastel de molho), de forma autónoma e independente. O júri será constituído por personalidades de reconhecido mérito gastronómico ou empresarial ou cultural.

Na assinatura do protocolo estiveram presentes Henrique Gigante, presidente da direção da AECBP, e Paulo de Carvalho, presidente da direção da CPPM.

Em declarações ao DDCB, Henrique Gigante, presidente da AECBP afirmou que “este protocolo de cooperação reforça a missão da AECBP, que passa por representar, defender, promover e apoiar os negócios dos seus associados e dos empresários em geral, contribuindo para um tecido empresarial cada vez mais competitivo e promovendo o desenvolvimento das atividades económicas da respetiva região nos domínios técnico, económico, comercial e associativo”. “A cherovia e o pastel de Molho são produtos endógenos da Covilhã com grande potenial e merecem, por isso, esta aposta, que se pretende que tenha impacto ao nível da restauração e do Turismo”, frisa Henrique Gigante .

“A AECBP e a CPPM vão agora trabalhar em conjunto na operacionalização deste protocolo e na criação deste certificado de qualidade, um projeto que vai com certeza impulsionar o setor da restauração no pós-pandemia”, refere Henrique Gigante. Este acordo vem aumentar o leque de protocolos ativos da AECBP, que tem trabalhado de modo a proporcionar aos seus associados uma maior oferta de privilégios e regalias através dos protocolos que estabelece. A Direção presidida por Henrique Gigante criou e tem ativos, até ao momento, cerca de 20 protocolos de cooperação.

PUB

PUB

PUB

PUB