Universidade da Beira Interior colabora no desenvolvimento da COVinBOX

O docente André Silva esteve envolvido na criação de uma “caixa” que permite aos profissionais de saúde lidar com segurança com doentes da COVID-19.

  • Educação
  • Publicado: 2020-12-04 00:00
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

A Universidade da Beira Interior (UBI) participou no desenvolvimento de um equipamento destinado a servir de barreira protetora de aerossóis para evitar a contaminação de profissionais de saúde quando tratam doentes com COVID-19.

Segundo a informação enviada ao Diário Digital Castelo Branco, o COVinBOX-BPA (Barreira Protetora de Aerossóis) foi desenvolvido com os conhecimentos científicos de André Silva, docente do Departamento de Ciências Aeroespaciais e coordenador científico da unidade de Investigação e Desenvolvimento Aeronautics and Astronautics Research Center (AEROG) da UBI, juntamente com os médicos anestesiologistas Reinaldo Almeida e Rita Borges, do Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB).

Esta ferramenta que resulta de uma parceria empresarial, hospitalar e académica será produzida e comercializada pela Joalpe International, empresa com sede na Covilhã.

O COVinBOX-BPA tem uma configuração próxima de uma caixa, é construído em termoplástico (PETg), com boa resistência ao impacto, e deve ser colocado na zona da cabeça do doente. Com janelas laterais e posteriores e cortinas em PVC maleável, permite boa visualização para o interior da “box” e a entrada de seis mãos em simultâneo, sem limitação de movimentos dos utilizadores na abordagem ao doente. Utilizado de forma complementar a outros Equipamentos de Proteção Individual (EPI), evita a contaminação de quem está a tratar os doentes, uma vez que retém no interior as secreções, gotículas e aerossóis emitidos pelos doentes. Os aerossóis são aspirados continuamente pela ligação à rede de vácuo hospitalar, ou a um aspirador de secreções, e ficam retidos num filtro com eficácia para vírus e bactérias superior a 99,9999%.

O equipamento encontra-se em fase de certificação pelo Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, aguardando igualmente a obtenção da certificação CE, tendo sido testado em anestesia de doentes com COVID-19, em cuidados intensivos, medicina dentária, endoscopia digestiva, no transporte de doentes em ambulância e no hospital. Os seus resultados serão submetidos para publicação em revistas científicas de Medicina e Mecânica dos Fluidos.

COVinBOX-BPA poderá ser aplicado em Blocos Operatórios, Unidades de Cuidados Intensivos, Enfermarias, Serviços de Urgência, Salas de Emergência, Consultórios Médicos de qualquer especialidade, Consultórios de Medicina Dentária e de outros profissionais de Saúde Oral, Lares de Idosos, Unidades de Cuidados Continuados e Transporte de doentes em ambulância e dentro do hospital.

PUB

PUB

PUB

PUB