Castelo Branco disponibiliza 1,6 milhões de euros para apoio à economia

A Câmara de Castelo Branco anunciou hoje um pacote de medidas de apoio económico, a curto prazo, no valor de 1,6 milhões de euros.

  • Economia
  • Publicado: 2020-11-24
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

"Temos que agir. A Câmara de Castelo Branco, fruto de uma gestão financeira equilibrada, permite-se a fazer face a estas circunstâncias. Estas medidas surgem na sequência das medidas apresentadas para a área social", afirmou o presidente da Câmara de Castelo Branco, José Augusto Alves.

O autarca falava durante uma conferência de imprensa, realizada no edifício dos Paços do Concelho, para a apresentação do segundo pacote financeiro do programa "CasteloBrancoApoia", que inclui um conjunto de medidas extraordinárias destinadas à economia.

"As empresas significam pessoas, gente e apoio à comunidade albicastrense", frisou José Augusto Alves.

E, neste sentido, o município vai disponibilizar um conjunto de medidas de apoio à economia concelhia, cujos valores financeiros atingem os 470 mil euros para o comércio tradicional e 470 mil euros para a indústria.

A autarquia conta com o apoio da Associação Comercial e Empresarial da Beira Baixa (ACICB) para o setor do comércio tradicional e serviços, e da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB), no caso da indústria.

"Vai haver regulamentos para, de uma forma legal, com a ACICB e com a AEBB, fazermos o trabalho de apoio às empresas e à indústria", sustentou.

Vai haver isenção do pagamento de taxas e licenças no mercado municipal e no campo das feiras de Castelo Branco, o setor da restauração vai ser isento do pagamento do espaço referente às esplanadas no primeiro trimestre de 2021 e a autarquia vai ainda apoiar na aquisição de equipamentos para esplanadas.

O parque de táxis do concelho de Castelo Branco, que inclui cerca de 54 viaturas, vai ser apoiado com um pacote de 90 mil euros, sendo que estes vão realizar transporte e distribuição de medicamentos e de refeições.

Todo o comércio, serviços e indústria vão usufruir de uma isenção de 50% no pagamento das tarifas fixas de água, saneamento e resíduos, iniciativa que inclui os meses de dezembro de 2020 e janeiro e fevereiro de 2021.

O programa "Habitar Castelo Branco" recebe também um reforço financeiro no valor de 300 mil euros.

"Estamos a falar de valores totais de 2,6 milhões de euros [valor que inclui pacote de apoio social e de saúde e económico] para fazer face à pandemia da covid-19", sustentou José Augusto Alves.

No total, desde o início da pandemia, incluindo a primeira e a segunda fase, o valor que a Câmara de Castelo Branco canalizou para apoios foi de 4,1 milhões de euros.

PUB

PUB

PUB

PUB