Proença-a-Nova: Crianças apresentam Estendais dos Direitos em vários espaços públicos do concelho

O resultado do trabalho desenvolvido nos últimos dias pelas crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo do concelho de Proença-a-Nova pode ser apreciado nos vários estendais dos direitos que foram colocados esta sexta-feira, 20 de novembro, em vários espaços públicos nas vilas de Proença-a-Nova e Sobreira Formosa. 

  • Educação
  • Publicado: 2020-11-23
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Segundo informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso, o trabalho infantil pode ser visto à entrada dos Paços do Concelho, no Centro de Saúde, na Escola Básica e na Escola B/S Pedro da Fonseca, no edifício da União de Freguesias de Proença-a-Nova e Peral, na Biblioteca Municipal, na GNR, na Livraria Paroquial, no Posto de Turismo e no Cortiço (em Proença-a-Nova); e no edifício da União de Freguesias de Sobreira Formosa e Alvito da Beira, no polo da Biblioteca Municipal e na Extensão de Saúde (em Sobreira Formosa). 

A data foi escolhida por assinalar o 31º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança, adotada por unanimidade pelas Nações Unidas a 20 de novembro de 1989, e resulta de uma campanha coordenada a nível nacional pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ) e localmente pela CPCJ de Proença-a-Nova. O objetivo é aumentar a consciência pública acerca da Convenção sobre os Direitos da Criança, aumentar a consciência das crianças e jovens sobre os seus direitos e facilitar a integração plena das crianças e jovens no processo de desenvolvimento dos seus direitos. “A Convenção sobre os Direitos da Criança não é apenas uma declaração de princípios gerais, mas antes um documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos económicos, sociais e culturais – de todas as crianças, representando um vínculo jurídico para a promoção e proteção eficaz dos direitos e liberdades nela consagrados”, refere a CNPDPCJ.

Os estendais dos direitos, com frases e desenhos que ilustram os direitos das crianças, poderão ser vistos nestes espaços durante as próximas semanas. 

PUB

PUB

PUB

PUB