Covid-19: Sobe para 18 número de infetados em lar de Belmonte

O número de pessoas com resultado positivo para o novo coronavírus no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte subiu de sete para 18, havendo ainda um caso de uma criança do berçário.

  • Região
  • Publicado: 2020-10-22
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco/Lusa

"Registam-se, neste momento [quarta-feira], 18 infetados com covid-19, sendo que nove são utentes e nove são funcionários. Há ainda um caso de uma criança que testou positivo e por esse motivo, a sala do berçário foi encerrada", é referido em comunicado assinado pelo provedor da Misericórdia de Belmonte, José Figueiredo.

Aquela entidade do distrito de Castelo Branco especifica que dois utentes infetados estão hospitalizados e que os restantes estão com uma "situação clínica estável, estando isolados numa área própria para o efeito".

Segundo o referido, os utentes em isolamento estão "com acompanhamento e monitorização constante pela equipa de enfermagem".

Além disso, acrescenta a informação, procedeu-se "ao ajustamento dos horários dos trabalhadores, por forma a garantir o serviço e bem-estar de todos os idosos".

No que concerne à componente da infância, é explicado que "não se verifica qualquer caso sintomático, quer nos funcionários, quer nas crianças de todas as valências".

Na segunda-feira, também em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte já tinha dado conhecimento de que seis utentes e um funcionário estavam infetados, situações que foram detetadas na sequência de uma bateria de testes que a Câmara de Belmonte promoveu nas instituições locais, depois de terem surgido casos no concelho.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.229 pessoas dos 106.271 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PUB

PUB

PUB

PUB