Novos polícias, velhos problemas

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP-PSP) felicita todos os “novos” polícias que assumiram, na passada quarta-feira, dia 20 de Maio, o compromisso de honra. 

  • País
  • Publicado: 2020-05-24
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco
Estes novos polícias irão fazer parte desta polícia que tem cada vez mais um papel imprescindível na sociedade, "mas infelizmente irão confrontar-se com os mesmos problemas de há anos", afirma a ASPP-PSP em comunicado enviado ao Diário Digital Castelo Branco.
A maioria vai ser colocado a trabalhar em Lisboa, com as dificuldades de alojamento que são conhecidas, a receber salários base de 789€ e a exigirem-lhes que deem a vida se preciso for. 
“O salário em início de carreira na polícia deveria ser no mínimo de 1250€. Mais justo tendo em conta as exigências da missão.” lê-se no texto. 
Vão conhecer uma Instituição que não consegue encontrar instrumentos para motivar ou manter a motivação dos profissionais, que as perspetivas de carreira são quase nulas e que o apoio do poder político no desempenho da missão praticamente não existe.
É neste sentido que ASPP-PSP desafia o governo em particular e o poder político em geral a rever o mais breve possível alguns dos procedimentos internos, os salários (sobretudo na base da carreira), as carreiras, os direitos e as compensações a atribuir.

PUB

PUB

PUB

PUB