Proença-a-Nova e Ilha de Maio estudam possibilidades de cooperação

Os Paços do Concelho, o Parque Empresarial e o Centro Ciência Viva da Floresta foram os locais do concelho de Proença-a-Nova que foram visitados por uma comitiva da Ilha de Maio, do arquipélago de Cabo Verde.

  • Lusofonia
  • Publicado: 2017-02-19
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco

Os Paços do Concelho, o Parque Empresarial e o Centro Ciência Viva da Floresta foram os locais do concelho de Proença-a-Nova que foram visitados por uma comitiva da Ilha de Maio, do arquipélago de Cabo Verde.

Constituída pelo presidente da Câmara Miguel Rosa, o vereador Heidmilson Frederico, o deputado e empresário Arlindo Cardoso e elementos da Associação Maense Portugal, incluindo o seu presidente, Carlos Frederico, visita desta comitiva a Proença-a-Nova insere-se numa ação mais alargada em vários pontos de Portugal e da Europa, tendo os elementos do Município de Maio contactado com as comunidades da Ilha existente na Irlanda, Holanda e Luxemburgo, mas com o objetivo de apresentar igualmente as potencialidades da ilha a possíveis investidores.

O presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova destaca, em comunicado, que a cooperação com a Ilha de Maio já tem alguns anos e que irá continuar a desenvolver-se em diversas áreas de atividade. “A proposta de geminação com a Ilha de Maio traduzirá o desenvolvimento de ações entre as duas comunidades, nomeadamente ao nível da formação, educação, turismo, agricultura, pecuária, desenvolvimento tecnológico e energia. A relação privilegiada com os países de língua oficial portuguesa é estratégica para os nossos territórios e fator de futuro”, considera João Lobo.

Também Miguel Rosa, presidente da autarquia Maense, considera importante aprofundar a cooperação simétrica entre as duas edilidades. “Até este momento temos uma relação mais de amizade, mas queremos colocar isso no papel, queremos que seja mesmo um casamento com assinatura”, considerou. “Também estamos a falar da possibilidade de empresários de Proença-a-Nova começarem a ter uma aproximação a Cabo Verde, mais concretamente à ilha do Maio, para se desenvolverem relações com a ilha e com os empresários locais”. Esta é a segunda vez que Miguel Rosa está no concelho de Proença-a-Nova, a primeira das quais em 2010 na condição de vereador. “Nota-se a dinâmica do concelho”, referiu, considerando a atividade desenvolvida pela Incubadora Inova Startup Proença e pelas empresas instaladas no PEPA – Parque Empresarial de Proença-a-Nova.