Censos 2011: Empregos na área social justificam crescimento de Vila de Rei, exceção no Pinhal Interior Sul - autarca

Os empregos em novos lares de idosos e cuidados continuados foram decisivos para Vila de Rei ser o único município do Pinhal Interior Sul a ganhar população, disse hoje à Agência Lusa a presidente do município, Irene Barata.

  • Região
  • Publicado: 2011-06-30
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa

Os empregos em novos lares de idosos e cuidados continuados foram decisivos para Vila de Rei ser o único município do Pinhal Interior Sul a ganhar população, disse hoje à Agência Lusa a presidente do município, Irene Barata.

Os serviços gratuitos, como creche e jardim-de-infância, são outros atrativos apontados. De acordo com os resultados preliminares dos Censos 2011, o concelho tem 3.449 habitantes residentes, ou seja, mais 95 que em 2001, o que equivale a uma subida de 2,83 por cento.

Irene Barata confessa que “não esperava muito” por este resultado, apesar de um “esforço muito grande da autarquia, ao longo destes últimos anos”. Exemplo deste esforço para contrariar a desertificação foi a política de fixar imigrantes brasileiros no concelho feita em 2006 que acabou por não ter o sucesso esperado, já que só um casal permanecer no concelho.

Apesar das medidas, como um apoio financeiro à natalidade, “as pessoas não são peças e fixá-las no território é extremamente difícil”.

Irene Barata acredita que a população cresceu graças à criação de emprego. A nova unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia “criou 54 empregos, dos quais 17 enfermeiros, entre outro pessoal especializado”, destaca.

Por outro lado, a rede de lares da terceira idade deu emprego nos últimos anos “a mais de 300 mulheres que de outra forma teriam que ir com a família para outros concelhos”.

Irene Barata realça que Vila de Rei “oferece diversas condições que não existem em Lisboa nem noutros centros”, como creche e jardins-de-infância gratuitos, oficinas de reparação grátis para trabalhos domésticos e descontos para todas as faixas etárias noutras atividades sociais.

A qualidade ambiental do concelho é “outra vantagem decisiva”, conclui.

Nos restantes concelhos do Pinhal Interior Sul, Oleiros perde 14,6 por cento da população, Proença-a-Nova desce 14,02 por cento, Mação cai 12,54 e Sertã perde 4,74 por cento da população relativamente aos Censos 2001.

PUB

PUB

PUB

PUB