Mira Amaral prevê juros de 4 ou 5%

 Portugal poderá vir a pagar juros de quatro ou cinco por cento do empréstimo do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, de acordo com o antigo ministro Mira Amaral.

  • Economia
  • Publicado: 2011-04-08 05:55
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
Portugal poderá vir a pagar juros de quatro ou cinco por cento do empréstimo do Fundo Europeu de Estabilização Financeira, de acordo com o antigo ministro Mira Amaral.

“Devíamos ter taxas de juros compatíveis com as nossas taxas de crescimento, pelo que juros de dois ou três por cento era o adequado”, disse Mira Amaral, que no entanto reconheceu que esse cenário não é “realista”.

Assim, para o antigo ministro da Indústria de Cavaco Silva, Portugal deverá conseguir taxas ligeiramente abaixo das praticadas na Grécia e na Irlanda.

“Se conseguirmos ter taxas juro quatro ou cinco por cento já não é mau face as que temos no mercado, até porque são inferiores as da Grécia e da Irlanda”, acrescentou, à margem de um jantar da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, em Lisboa.

Questionado sobre de quanto deverá ser o valor do empréstimo a Portugal, Mira Amaral disse não ter noção da “dimensão do buraco” mas recordou que se fala num pacote entre 75 e 90 mil milhões de euros.

Mira Amaral lembrou ainda que já tinha defendido há muito tempo a necessidade de Portugal recorrer ao Fundo Europeu de estabilização Financeira, que conta com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Não é vergonha pedir ajuda, há instituições criadas para isso. Vergonha é chegar a este ponto”, afirmou.

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou quarta-feira que o Governo português fez um pedido de assistência financeira à Comissão Europeia.

PUB

PUB

PUB

PUB