Em Janeiro o distrito tinha 10.137 inscritos nos Centros de Emprego

O Diário Digital Castelo Branco fez as contas ao desemprego no distrito. Pelo menos as contas que podemos fazer tendo em conta os inscritos nos centros de emprego. No mês de Janeiro havia no distrito 10.137 inscritos nos Centros de Emprego.

           

  • Região
  • Publicado: 2011-02-25 08:32
  • Por: Cristina Valente

O Diario Digital Castelo Branco fez as contas ao desemprego no distrito. Pelo menos as contas que podemos fazer tendo em conta os inscritos nos centros de emprego. No mês de Janeiro havia no distrito 10.137 inscritos nos Centros de Emprego.

No Centro de Emprego de Castelo Branco, estão inscritos os desempregados de Castelo Branco, Vila Velha de Ródão e Idanha-a-Nova, que no final de Janeiro eram 3.333.

Na Covilhã, estão inscritos os desempregados de Belmonte, Covilhã, Fundão e Penamacor, 6517, eram os inscritos no ultimo dia de Janeiro deste ano. 

No centro de Emprego da Sertã estão inscritos os concelhos do pinhal, Oleiros, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei, e também o concelho de Mação, que já não pertence ao Distrito de Castelo Branco, em Janeiro estavam ai inscritos 1526 desempregados.

Fazendo uma leitura concelho a concelho dos dados, verificamos que é no concelho da Covilhã que existe uma taxa mais elevada de desemprego com 3495 inscritos, a maior parte dos quais à procura de um novo emprego há menos de um ano. Neste concelho o desemprego afecta mais o sexo feminino.

O concelho que tem menos inscritos no centro de emprego é Vila Velha de Ródão, com 89 inscritos no final de Janeiro, 76 estão à procura de novo emprego, e 13 à procura do primeiro emprego.

Em praticamente todos os concelhos o numero de mulheres inscritas é superior ao numero de homens, a excepção verifica-se apenas nos concelhos de Vila Velha de Ródão, Vila de Rei e Belmonte.

Comparando os dados de Janeiro deste ano, com o mesmo mês do ano passado, verificou-se um decréscimo de inscritos na maioria dos concelhos. O número cresceu apenas no concelho de Proença-a-Nova onde em Janeiro do ano passado estavam inscritos 255 desempregados, e este ano estavam a 31 de Janeiro 292 inscritos.

O Instituto Nacional de Estatística não publica taxas de desemprego por concelho, apenas por região, mas o Jornal Expresso fez as contas a partir dos diferentes números disponíveis para tentar obter uma estimativa que permita avaliar a forma como o flagelo está a afectar as diferentes zonas do país.

No top dos 10 concelhos menos afectados a nível nacional encontra-se o de Vila Velha de Ródão, que segundo os números do Expresso tem uma taxa de 4.4%.

A nível nacional os quatro concelhos mais afectados pelo desemprego são Espinho, Mesão Frio, Albufeira e Santo Tirso, onde a taxa de desemprego é sempre superior a 20%.

Para além destes concelhos, com uma taxa acima dos 20%, há 24 casos em que a taxa de desemprego está acima dos 15%.

Segundo os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional na ultima 5ª feira, o número de desempregados inscritos nos Centros de Emprego caiu 0,5 por cento em Janeiro, face igual período de 2010, com 557.244 inscritos, e aumentou 2,8 por cento em cadeia.

PUB

PUB

PUB

PUB