Volta a Portugal: Torre pode deixar hoje quase tudo decidido

A Volta a Portugal pode ficar decidida hoje, ou muito perto disso, na subida de categoria especial para a Torre (Seia), ponto final dos 168 quilómetros da sétima etapa, que parte de Idanha-a-Nova.

 

  • Desporto
  • Publicado: 2010-08-12 07:51
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
A Volta a Portugal pode ficar decidida hoje, ou muito perto disso, na subida de categoria especial para a Torre (Seia), ponto final dos 168 quilómetros da sétima etapa, que parte de Idanha-a-Nova.

Os 28,5 quilómetros da escalda final, com 5,5 por cento de inclinação média, até ao ‘teto’ da Volta (1990 metros) fazem desta a etapa rainha, na qual os favoritos têm de apostar praticamente tudo para ganhar a corrida.

O espanhol David Blanco (Palmeiras Resort-Prio) defende a camisola amarela e terá de defender-se também dos previsíveis ataques de David Bernabéu (Barbot-Siper) ou Hernâni Broco (LA-Rota dos Móveis), segundo e terceiro, a 43 e 44 segundos de distância.

Quando chegar a Seia, o pelotão já terá passado pelo alto de Carrazedo (km 124,1), a outra grande dificuldade do dia, uma contagem de montanha de primeira categoria, com 9,7 km de extensão e uma pendente média de 6,8 por cento.

Com partida às 12:30 e final previsto para cerca das 17:30, a etapa tem metas volantes no Fundão (km 43,9), em Unhais da Serra (km 75) e em Seia (km 136,9).

PUB

PUB

PUB

PUB