Castelo Branco: Núcleo da Liga dos Combatentes respira saúde

O Núcleo de Castelo Branco da Liga Nacional dos Combatentes promoveu, sábado, dia 5 de Junho, no recinto da Senhora de Mércules,  um almoço / convívio em que estiveram presentes antigos militares e famílias.

 

  • Região
  • Publicado: 2010-06-07 11:12
  • Por: Diario Digital Castelo Branco

O Núcleo de Castelo Branco da Liga Nacional dos Combatentes promoveu, sábado, dia 5 de Junho, no recinto da Senhora de Mércules,  um almoço / convívio em que estiveram presentes antigos militares e famílias.

Carlos Oliveira, presidente do Núcleo albicastremnse realçou a salutar camaradagem que ao longo dos tempos se reúne para lembrar os momentos em que serviram o país.

Como vem sendo tradicional, os sócios da Liga, e seus familiares, fazem deste dia uma jornada de família, para além de reviverem a vida militar, daqueles tempos”, explicou o dirigente, recordando que o Núcleo de Castelo Branco, tem desenvolvido várias actividades de lazer, para que os sócios se sintam da melhor maneira.

O nosso Núcleo respira saúde. Gostaria que o nosso Governo também respirasse esta mesma saúde. Com cerca de 700 sócios, procuramos sempre manter esses mesmos associados em actividades que promovemos ao longo do ano” afirmou.

Presente nesta jornada, Eduardo Varandas, representante da direcção nacional da Liga dos Combatentes, deixou aos combatentes uma mensagem de esperança. “Tratam-se de homens que muito deram à Nação, e têm sido mal compreendidos pelo poder político. Um país que não consegue respeitar o passado dos combatentes, não merece a consideração dos cidadãos”, disse o responsável, numa clara alusão aos problemas com que se debatem os ex-combatentes. “Temos casos do foro psicológico, em que ex-combatentes sofrem de stress pós-traumático que necessitam de apoio governamental”, concluiu.

PUB

PUB

PUB

PUB