Castelo Branco: Unidade de Cuidados da Comunidade promove rastreios

Ao longo desta quarta-feira, dia 3, a Unidade de Cuidados da Comunidade encontrou-se a realizar rastreios à população que passa pelo Centro Cívico (Docas). Desde as 9 horas, uma vasta equipa alertou a população para os cuidados a ter com a saúde.

  • Região
  • Publicado: 2016-02-04 07:04:14

Ao longo desta quarta-feira, dia 3, a Unidade de Cuidados da Comunidade encontrou-se a realizar rastreios à população que passa pelo Centro Cívico (Docas). Desde as 9 horas, uma vasta equipa alertou a população para os cuidados a ter com a saúde.

Assim, até às 17 horas, os albicastrenses deslocaram-se até às Docas para medir a tensão arterial e a glicémia, aproveitando também para se informarem sobre qualquer dúvida que tenha noutras áreas da saúde.

“A Câmara Municipal de Castelo Branco, que é nosso parceiro, cedeu-nos esta sala, num local mais central. Estão aqui vários colaboradores da unidade, desde enfermeiros, médica, farmacêutica, higienista oral, responsável do gabinete de apoio, assistente técnica”, referiu a Enfermeira Odete Vicente.

Esta iniciativa realizou-se no âmbito do segundo aniversário da Unidade de Cuidados da Comunidade.

“Houve uma alteração na reforma dos cuidados de saúde primários em 2008 que previa que os antigos centros de saúde fossem organizados por pequenas unidades. Foram sendo criadas as unidades. Em Castelo Branco, somos a única unidade de cuidados da comunidade e que abrange o concelho”, explicou a Enfermeira Odete Vicente, coordenadora da unidade ao Diário Digital.

 A candidatura para a criação desta unidade foi aprovada em agosto de 2013, tendo entrado em funcionamento em fevereiro de 2014. Passados dois anos, a equipa saiu do centro de saúde e está assim nas Docas a “comemorar com a comunidade albicastrense”.

O ano passado, a Unidade de Cuidados da Comunidade realizou rastreios à frente do Pingo Doce.

PUB

PUB

PUB

PUB