Quarta Parede promove curso para promover a aproximação à arte contemporânea

A Quarta Parede vai realizar a 17 e 22 de Maio o Curso “A arte…as máquinas…e a vida” .

O curso contempla várias sessões de aproximação à arte contemporânea cujo principal mote é a influência da máquina na produção artística contemporânea.

 

  • Cultura
  • Publicado: 2010-04-11
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco
A Quarta Parede vai realizar a 17 e 22 de Maio o Curso “A arte…as máquinas…e a vida” .

O curso contempla várias sessões de aproximação à arte contemporânea cujo principal mote é a influência da máquina na produção artística contemporânea.

O curso dirigido por Magda Henriques, vai já no 5º Modulo, um modulo onde o tema central é a segunda metade do século XX e o início do século XXI. Da uniformização dos comportamentos e do consumo à acentuação das singularidades e da pluralidade de visões do mundo, onde a arte, moda, publicidade, activismo político…confundem-se.

Na primeira sessão do módulo explora-se o contexto do Pós-guerra: a sociedade de consumo, a produção em série, a televisão, a publicidade e a construção de um imaginário visual massificado.

São privilegiadas nesta abordagem algumas tendências da Arte Pop, em Inglaterra e nos Estados Unidos, e o Novo Realismo, Em França.

Da apresentação da imagem do objecto de consumo aos detritos da sociedade consumista. Os artistas usam as mesmas fontes visuais da cultura popular e repetem os processos da sociedade de consumo – produção massificada e mecanização.

O curso decorre no Museu dos Lanificios na Covilhã.

Também em Abril, dias 14, 21 e 28 se realiza um atelier sobre o tema "Como um Robot" orientado por Joana Marques e Sílvia Ferreira. O atelier é dirigido a alunos das Escolas EB1 do Rodrigo e Escola do Conservatório, e realiza-se também no Museu do lanificio da UBI


PUB

PUB

PUB

PUB