Gaiola das Loucas de Filipe La Féria comemora um ano em palco

A Gaiola das Loucas vai completar um ano de representações com lotações esgotadas, tornando-se um dos maiores sucessos de sempre de Filipe La Féria. A célebre comédia La Cage aux Folles foi transformada num grande musical com a genial música de Jerry Herman, um dos maiores compositores de sempre da Broadway.

A adaptação à realidade portuguesa no espectáculo de La Féria é um dos aspectos mais apelativos d’ A Gaiola das Loucas provocando o riso no público, com a actualidade contundente do tema.

  • Cultura
  • Publicado: 2010-04-05
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco

A Gaiola das Loucas vai completar um ano de representações com lotações esgotadas, tornando-se um dos maiores sucessos de sempre de Filipe La Féria. A célebre comédia La Cage aux Folles foi transformada num grande musical com a genial música de Jerry Herman, um dos maiores compositores de sempre da Broadway.
 
A adaptação à realidade portuguesa no espectáculo de La Féria é um dos aspectos mais apelativos d’ A Gaiola das Loucas provocando o riso no público, com a actualidade contundente do tema.

 

A Gaiola das Loucas é entretenimento em estado puro que permite reflectir e proporcionar ao espectador duas horas de intenso prazer com as interpretações surpreendentes de grandes actores portugueses no desempenho desta comédia que é um clássico do Teatro do século XX.

José Raposo, Globo de Ouro para o melhor actor em Um Violino no Telhado, tem n’ A Gaiola das Loucas a interpretação mais arrebatadora da sua carreira, ao lado de Carlos Quintas, que interpreta, também de forma magistral, a controversa personagem do proprietário da célebre Gaiola das Loucas.

Entre as inúmeras estrelas convocadas para este delírio la feriano, o regresso de Rita Ribeiro aos grandes êxitos teatrais, a par de Joel Branco, Helena Rocha, Hugo Rendas, Filipe Albuquerque, Alexandre Falcão e a grande revelação do Festival da Canção RTP deste ano, Catarina Pereira, nas principais figuras desta trepidante Gaiola, ao lado de um sensacional grupo de bailarinos coreografados por Inna Lisniak e a orquestra dirigida pelo Maestro Artur Guimarães. 

Um ano de representações em que milhares de espectadores riram e emocionaram-se com este divertido musical que é uma lição de vida, de tolerância e humanidade num espectáculo digno dos maiores palcos do mundo.

A Gaiola das Loucas continua em cena no Teatro Politeama, de terça-feira a sábado às 21h30m e com sessões às 17h durante o fim-de-semana.

PUB

PUB

PUB

PUB