Politécnico de Castelo Branco investe 3.4 milhões de euros em eficiência energética e hídrica

O Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) acaba de assinar dois autos de consignação para as obras de melhoria da eficiência energética e hídrica das escolas superiores do Politécnico, situadas no Campus da Talagueira e no Campus da Sr.ª de Mércules.

  • Região
  • Publicado: 2024-07-09 22:50
  • Por: Diário Digital Castelo Branco

A assinatura destes dois autos, marca o arranque dos trabalhos que constituem a empreitada Melhoria de eficiência energética e Hídrica da Escolas Superiores de Tecnologia, Agrária e de Saúde Dr. Lopes Dias do IPCB.

Com investimentos na ordem de 1.241.398,47 € (um milhão, duzentos e quarenta e um mil, trezentos e noventa e oito euros e quarenta e sete cêntimos), e 2.078.348,39€ (dois milhões, setenta e oito mil, trezentos e quarenta e oito euros e trinta e nove cêntimos), e um valor global de 3,4 milhões de euros, que com o IVA à taxa legal em vigor será superior a 4 milhões de euros, as obras têm início logo após a assinatura dos autos e possuem um prazo de execução de 180 dias seguidos.

As empreitadas foram adjudicadas à empresa Eliseu & Farinha – Sociedade de Construções, Lda., após concurso público, e revestem-se de garantia de defeitos a 10 anos, para elementos construtivos estruturais, a 5 anos para elementos construtivos não estruturais ou instalações e a 2 anos para equipamentos afetos à obra.

Para o Presidente do IPCB, “a assinatura destes dois autos de consignação, marcam o arranque efetivo das obras e são o culminar de um percurso que se iniciou com a aprovação das duas candidaturas submetidas pelo IPCB ao Programa de Eficiência Energética em Edifícios da Administração Pública Central.  Estas intervenções terão um evidente impacto positivo no desempenho ambiental global da instituição, contribuem para a melhoria das condições de conforto para toda a comunidade académica do IPCB, e refletem o nosso compromisso na promoção do progresso e da qualidade de vida de todos os cidadãos.”

Na Escola Superior de Tecnologia está prevista a instalação de novas coberturas com isolamento térmico, a aplicação de isolamento térmico, do tipo EPS, nas paredes exteriores, a  substituição dos equipamentos de ventilação e renovação do ar interior, bem como a instalação de uma unidade de produção para autoconsumo (UPAC). Quanto à eficiência hídrica, está prevista a instalação de autoclismos de descarga dupla e torneiras temporizadas, assim como um contador de água com comunicação dos consumos para uma plataforma digital.

Na Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias a empreitada prevê a instalação de um sistema solar fotovoltaico autónomo sem apoio, e ao nível da eficiência hídrica, a calibração dos autoclismos de descarga dupla, a instalação de torneiras temporizadas, a substituição de chuveiros e a calibração dos caudais dos urinóis.

A empreitada no Campus da Talagueira também prevê a substituição de todas as luminárias e a colocação de equipamentos do tipo chiller bomba de calor, em ambas as escolas.

Já na Escola Superior Agrária, a obra contempla a aplicação de isolamento térmico nas paredes exteriores, a aplicação de teto falso com isolamento térmico, a instalação de novas luminárias LED e de bombas de calor mais eficientes para climatização, e respetivas unidades interiores. Está ainda prevista a instalação de sistemas de produção de energia elétrica com painéis fotovoltaicos para autoconsumo. No que concerne à eficiência hídrica, serão instalados dispositivos de uso de água mais eficientes e sistemas de monitorização para a redução de perdas de água e controlo de consumos.

Estiveram presentes na assinatura do auto de consignação, António Fernandes, Presidente do IPCB, Eliseu Farinha, em representação da firma adjudicatária, e Francisco Roboredo, representante da fiscalização da obra.

PUB

PUB

PUB

PUB