Sertã: Governo questionado sobre falta de rede Wi-Fi em escolas do concelho para realização de aulas online

A deputada do PSD, Cláudia André, eleita pelo círculo eleitoral de Castelo Branco, questionou o Ministro da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, sobre a falta de acesso à Internet nas escolas de Várzea de Pedro Mouro e Matos de Pampilhal, concelho da Sertã. 

  • Educação
  • Publicado: 2021-02-16
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Salientando os “constrangimentos e dificuldades com a falta de rede de internet” verificados com o início das aulas à distância, Cláudia André salientou que “aldeias como Várzea de Pedro Mouro ou Matos de Pampilhal ou muitas outras aldeias dos distritos de Castelo Branco, Guarda, Portalegre e de muitos outros distritos não têm acesso à internet seja para aprender as primeiras letras, para fazer exames ou frequências das universidades”. Nesse sentido a parlamentar relembrou as experiências “como o Parque Nacional da Peneda-Gerês em que o governo promoveu um conjunto de esforços entre várias operadoras, instituições públicas e Câmaras para assegurar a cobertura de rede neste espaço.”

Segundo informação a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso, Cláudia André quis saber “quais as diligencias tomadas por vossa excelência para garantir que as operadoras e a cobertura de rede existirá em todas as regiões do país e que os habitantes do interior serão tratados como portugueses de primeira”.

A parlamentar quis ainda ver esclarecida a questão do número de computadores adquiridos: “Há pouco o senhor ministro referiu que já foram adquiridos 84 mil computadores, nós tínhamos a informação que eram 100 mil gostaria de ver esclarecido o número adquirido”.

Em resposta Pedro Siza Viera salientou que o ministério da economia tem “mobilizados recursos” e que conseguiu “assegurar a cobertura em fibra ótica de um conjunto de territórios do interior designadamente da rede das aldeias históricas e de outras regiões designadamente com apoios do fundo do turismo de Portugal”.

Já sobre os computadores o Ministro informou “que numa primeira fase foram adquiridos 100 mil computadores para os alunos mais carenciados. Já foram entregues às escolas 84 mil computadores desses 100 mil e está feita uma aquisição de mais 335 mil computadores”.  

PUB

PUB

PUB

PUB