Erasmus: Politécnico de Castelo Branco também cria o consórcio para estágios curriculares em países europeus

O consórcio Erasmus Centro, que visa proporcionar estágios curriculares aos alunos dos institutos politécnicos em diferentes países da União Europeia, vai ser apresentado na terça-feira, em Coimbra.

 

  • Educação
  • Publicado: 2012-01-30
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa

O consórcio Erasmus Centro, que visa proporcionar estágios curriculares aos alunos dos institutos politécnicos em diferentes países da União Europeia, vai ser apresentado na terça-feira, em Coimbra.

“Pela primeira vez, há uma associação estratégica entre várias instituições do ensino superior em Portugal”, além de empresas e outras entidades, disse hoje a coordenadora do projeto, Maria João Cardoso, à agência Lusa.

O consórcio arrancou no início deste ano letivo, envolvendo os institutos politécnicos de Coimbra, Castelo Branco, Guarda, Leiria e Viseu, devendo integrar também as instituições congéneres de Santarém e Portalegre em 2012-2013.

Trata-se de uma “enorme rede” que tem condições para promover “uma ligação forte entre o ensino superior e as empresas” da Região Centro, afirmou Maria João Cardoso, vice-presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), salientando que “este é o primeiro consórcio de âmbito regional” do país nesta área.

O Erasmus Centro será apresentado às 10:00, no auditório do Instituto Superior de Contabilidade e Administração, que integra o IPC, numa cerimónia em que intervém o secretário de Estado do Ensino Superior, João Filipe Queiró.

Este projeto “tem como principal missão fortalecer e aprofundar a ligação entre o ensino superior politécnico e o mercado de trabalho, promovendo estágios profissionais em países europeus aos alunos dos politécnicos e estágios em Portugal a estudantes europeus”.

Nesta fase, o consórcio envolve os cinco institutos politécnicos, representando mais de 34 mil estudantes, 16 associações empresariais, 41 empresas, cinco câmaras municipais e seis associações da sociedade civil, contando ainda com uma parceria com o Conselho Empresarial do Centro (CEC), que integra 41 estruturas associativas e mais de 40 mil empresas.

Na sessão, intervirão Rui Antunes, presidente do IPC (instituição que coordena o consórcio entre 2011 e 2013), José Couto, presidente do CEC, Maria Isabel Duarte, diretora da Agência Nacional PROALV, João Paulo Barbosa de Melo, presidente da Câmara de Coimbra, e Nuno Mangas, presidente da Associação Politécnica e do Instituto Politécnico de Leiria.

No ano letivo em curso, é de 230 o número de mobilidades de estudantes para estágio a concretizar no âmbito do projeto.

Através das 67 entidades empresariais parceiras, o consórcio garante ainda estágios aos estudantes estrangeiros que pretendam realizar este tipo de mobilidade em Portugal.

“Este consórcio será igualmente benéfico para a produtividade e competitividade das empresas envolvidas. Os estudantes estrangeiros vão trazer diferentes conhecimentos técnicos, competências formativas, linguísticas e comportamentais que podem ajudar à adoção de melhores práticas nas empresas”, sublinham os responsáveis do Erasmus Centro.

Por outro lado, “os alunos nacionais que adquirem competências profissionais em empresas europeias estrangeiras podem futuramente vir a enriquecer os recursos humanos de empresas portuguesas, contribuindo com boas práticas e estratégias adquiridas durante o estágio”.

PUB

PUB

PUB

PUB