Covid-19: Bombeiros do Fundão assinalam 93.º aniversário condicionado pela Pandemia

A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Fundão acaba de comemorar o seu 93.º aniversário, este ano condicionado pelas circunstâncias a que a pandemia da Covid -19 sujeita a vida das pessoas e da sociedade em geral.

  • Região
  • Publicado: 2020-05-31
  • Autor: Diário Digital Castelo Branco

Esta data que se constituiu ano após ano por um momento especial de confraternização entre todos os Bombeiros do Fundão e das secções destacadas, dos jovens da Escolinha de Infantes e Cadetes, órgãos sociais e associados, teve um formato mais reduzido e com uma presença restrita de participantes que, ainda assim, não deixaram de dar dignidade à nossa quase secular Associação.

Neste momento particularmente excepcional e difícil para todos os que tem permanecido na linha da frente com esta pandemia – de que os Bombeiros são exemplo de entrega e coragem -, julgámos um momento oportuno para, em nome de todos os Bombeiros do Fundão, prestar uma singela mas mais que merecida homenagem aos profissionais de saúde da nossa terra, nomeadamente, aos profissionais do Hospital do Fundão e do Centro de Saúde do Fundão, a quem entregamos uma pequena lembrança aquando a passagem do desfile de carros antigos, não só como prova do nosso reconhecimento pela dedicação e profissionalismo de cada um, mas também com prova do nosso carinho e admiração por todos quantos lutam contra este inimigo invisível e insidioso.

 

O tradicional desfile de viaturas antigas, parou no Hospital do Fundão onde foram recebidos pelo presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar e Universitário da Cova da Beira (CHUCB), João Casteleiro, que agradeceu, em nome dos profissionais de saúde, o gesto e as flores entregues após tocar o hino nacional, declarando no momento que “obviamente isto significa que estamos todos unidos, e que o lema é todos por todos. Neste caso, não temos dúvidas que os bombeiros do Fundão têm desempenhado exemplarmente seu papel. Nestas alturas é que nós vemos quem é que tem a capacidade de solidariedade e de dar segurança às nossas populações.”

No Centro de Saúde, estava o diretor do Agrupamento de Centros de Saúde da Cova da Beira e uma equipa de profissionais a receber os bombeiros. Manuel Geraldes agradeceu o gesto afirmando que “vocês quiseram que nós participássemos e estivéssemos envolvidos também, nesta homenagem. Eu penso que os profissionais de saúde do Fundão merecem todo o apoio, todo o carinho e esta homenagem, porque têm estado na linha da frente no combate a esta doença.”

 

Paulo Fernandes, Presidente da Câmara Municipal do Fundão disse estar orgulhoso dos profissionais de saúde e que ele próprio se sentiu nos últimos tempos, uma extensão de saúde do concelho. “Acreditem que aquilo que eu aqui senti, é algo que marca e que nos responsabiliza para estarmos mais próximos, ainda podermos planear e construir respostas mais próximas de saúde para a nossa comunidade”, afirmou.

 

Para o Presidente da Direção dos Bombeiros Voluntários do Fundão, Carlos Jerónimo, estes dois gestos dos bombeiros, em dia de aniversário, simbolizam a homenagem dos fundanenses aos profissionais de saúde do Concelho. “Os bombeiros acharam que este simbolismo faria todo o sentido em marcar estas comemorações do 93.º aniversário da associação humanitária”, afirmou o mesmo.

 

Como prenda de aniversário e justo reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos Bombeiros, vai no próximo dia 1 de junho entrar em funcionamento a segunda Equipa de Intervenção Permanente resultante de um protocolo estabelecido com a Câmara Municipal do Fundão que a financia em 60% do seu custo mensal sendo a restante despesa suportada pela Associação, e que vem incrementar com 5 elementos o contigente de bombeiros profissionais da Associação que a par do voluntariado ativo e empenhado vai reforçar o nosso papel na estrutura da Proteção Civil do Concelho e da Região.

PUB

PUB

PUB

PUB