Dívida: Juros a 5 e 10 voltam hoje a bater máximos históricos

Os juros exigidos pelos investidores para deter títulos de dívida soberana portuguesa a cinco e dez anos voltaram hoje a bater máximos, negociando acima dos 10,3 por cento e 8,7 por cento.

  • Economia
  • Publicado: 2011-04-14 09:11
  • Autor: Diario Digital Castelo Branco/Lusa
Os juros exigidos pelos investidores para deter títulos de dívida soberana portuguesa a cinco e dez anos voltaram hoje a bater máximos, negociando acima dos 10,3 por cento e 8,7 por cento.

No prazo a cinco anos, a taxa negociava nos 10,342 por cento, acima dos 10,250 por cento registados na quarta-feira, atingindo o ‘spread’ face à dívida alemã os 761,5 pontos base, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

Já os juros exigidos pelos investidores para deterem títulos de dívida soberana portuguesa a dez anos negoceiam hoje em média nos 8,786 por cento, acima dos 8,743 por cento de quarta-feira. O 'spread' face à dívida alemã chegava aos 537,1 pontos base.

A taxa a dois anos, também subia, negociando nos 9,125 por cento, acima dos 9,051 por cento de quarta-feira, e o 'spread' face à dívida alemã tocava nos 728,2 pontos base.

Os juros continuam a subir, num momento em que a troika (União Europeia, BCE e FMI) está em Lisboa a preparar as negociações sobre o plano de resgate e surgem notícias sobre a existência de países europeus contra a ajuda a Portugal.

PUB

PUB

PUB

PUB