Penamacor: A FACEP deixou de fazer sentido e ganha vida um novo evento

O município de Penamacor candidatou ao Programa PRODER um evento que pretende promover os produtos locais e que dará por terminada a Feira das Actividades Económicas.

 

  • Região
  • Publicado: 2011-02-25 08:21
  • Por: Jaime Pires

O município de Penamacor candidatou ao Programa PRODER um evento que pretende promover os produtos locais e que dará por terminada a Feira das Actividades Económicas.

 No último trimestre deste ano Penamacor poderá acolher um evento que pretende promover os produtos endógenos do concelho. O evento já foi candidatado a um programa comunitário do PRODER estando agora a ser preparado pelos técnicos da autarquia. Com este novo evento a actual maioria no executivo de Penamacor dá por terminada a realização da Feira das Actividades Económicas (FACEP) justificado pela inovação que é preciso imprimir à dinâmica cultural e sócio-económica do concelho. O executivo diz que aposta na inovação mas também não esquece a importância que teve a FACEP para a divulgação e promoção do território.

Apesar de não se conhecer ainda o local da realização do novo evento nem o nome pelo qual será designado o mesmo terá como principal objectivo potenciar e mostrar o concelho e aquilo que de melhor nele se faz, através dos seus produtos, como é o caso do mel, do queijo, dos bolos secos, do pão e azeite. Os responsáveis autárquicos referem que tudo tem o seu tempo e a FACEP teve também o seu. Esgotado o tempo de vida da feira que decorria no mês de Julho, no Terreiro de Santo António, a vereadora da cultura diz que chegou a altura de “nos adaptar-mos” a um novo conceito, porque entretanto a actual conjuntura também mudou.

Em resposta à pergunta do vereador da oposição Vitor Gabriel que questionou o presidente de Penamacor se iria realizar a FACEP, Domingos Torrão responde que “nos moldes em que estava a ser feita não está prevista”. Seria o próprio autarca avançar com a ideia de realizar um outro evento no último trimestre de 2011.

A FACEP passou a ser um elemento morto depois da Kulturlândia o que levou o vereador da Coligação “Todos por Penamacor” afirmar que “a FACEP não faz sentido há muito tempo. O evento foi tão bom que a maioria na autarquia acabou com ele”.

O novo evento poderá acontecer fora do Terreiro de Santo António, no centro da vila e nascer numa nova artéria de Penamacor, uma zona em expansão onde se vai estudar se tem as condições necessárias para ali montar o evento. Enquanto que nos gabinetes se prepara toda a parte burocrática no terreno, nas terras do Lince, continua-se dia após dia a produzir-se os melhores produtos locais.

PUB

PUB

PUB

PUB