Castelo Branco: Novos cursos de licenciatura e mestrados aguardam aprovação

O Instituto Politécnico de Castelo Branco apresentou à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3E) três novos cursos de licenciatura e nove mestrados. Reajustar a oferta formativa ao nível das licenciaturas e reforçar o segundo ciclo de formação é a aposta do IPCB, para o ano lectivo de 2011/2012. Administração Pública e Gestão Autárquica, Artes Visuais e Digitais e Engenharia das Energias Renováveis são os novos cursos de licenciatura que aguardam aprovação da A3E.

  • Região
  • Publicado: 2011-02-02 23:17
  • Por: Diario Digital Castelo Branco

O Instituto Politécnico de Castelo Branco apresentou à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3E) três novos cursos de licenciatura e nove mestrados. Reajustar a oferta formativa ao nível das licenciaturas e reforçar o segundo ciclo de formação é a aposta do IPCB, para o ano lectivo de 2011/2012. Administração Pública e Gestão Autárquica, Artes Visuais e Digitais e Engenharia das Energias Renováveis são os novos cursos de licenciatura que aguardam aprovação da A3E.
Para ampliar a lista de 24 cursos de 2.º ciclo que já oferece, o IPCB apresentou ao A3E, para aprovação, os cursos de mestrado em Engenharia Zootécnica e Agronómica (ESACB), Saúde Pública e Ambiente (ESACB/ESALD), Cuidados Paliativos (ESALD), Gestão de Recursos Hídricos (ESACB), Educação Pré-Escolar (ESECB), Ensino do Inglês/Espanhol para o Ensino Básico (ESECB), Gerontologia Social (ESECB) e Engenharia Industrial (ESTCB)

            O curso de licenciatura em Administração Pública, a ser ministrado na Escola Superior de Gestão, tem como principal objectivo preparar os licenciados para o exercício de funções na Administração Central, Regional e Local nos Institutos Públicos, nas Instituições de Solidariedade Social, no Ensino e na Investigação. Esta nova formação será integradora de vários campos disciplinares em especial das Ciências Sociais, do Direito, da Administração e da Gestão e será desenvolvida ao nível dos processos de gestão, análise e avaliação das políticas públicas.

            Já o curso de 1.º ciclo de Artes Visuais e Digitais, apresentado pela Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART), visa a aquisição e desenvolvimento de um largo espectro de competências nos domínios referidos, e na necessidade de assegurar a formação de base aos futuros profissionais do ensino de Educação Visual e Tecnológica, do 2º ciclo do Ensino Básico, e do Ensino das Artes Visuais do 3º ciclo do Ensino Básico e do Secundário, conforme o previsto no Decreto-Lei n.º 43/2007, 22 de Fevereiro.

            Com a nova licenciatura em Engenharia das Energias Renováveis, uma parceria entre a Escola Superior Agrária (ESACB) e a Escola Superior de Tecnologia (ESTCB), o IPCB pretende formar técnicos superiores na área das Energias Renováveis (solar térmica e fotovoltaica, eólica, hídrica, da biomassa e dos biocombustíveis), com conhecimentos especializados na aplicação e integração das tecnologias associadas às energias renováveis, com vista ao aproveitamento, racionalização e produção de energia (térmica e/ou eléctrica); contribuir para o desenvolvimento das energias renováveis em Portugal e dar resposta à necessidade de técnicos superiores numa área carente de oferta de formação qualificada, nomeadamente na zona onde se insere esta instituição de ensino superior; Contribuir para a diminuição dos efeitos ambientais negativos decorrentes da utilização das energias fósseis, ao formar técnicos superiores que saibam harmonizar as soluções energéticas mais adequadas e ambientalmente mais sustentáveis para cada situação; gerar oportunidades de negócio num ambiente de liberalização do mercado da energia.

PUB

PUB

PUB

PUB