Vila Velha de Ródão: Público da CACTEJO rendido aos UHF

Os UHF, uma das bandas mais emblemáticas do panorama musical português, marcaram presença na sexta-feira passada, no Auditório da Casa de Artes e Cultura do Tejo (CACTEJO), em Vila Velha de Ródão.

  • Cultura
  • Publicado: 2016-03-02 07:37:42

Os UHF, uma das bandas mais emblemáticas do panorama musical português, marcaram presença na sexta-feira passada, no Auditório da Casa de Artes e Cultura do Tejo (CACTEJO), em Vila Velha de Ródão.

António Manuel Ribeiro e seus músicos António Côrte-Real (guitarra), Luís ‘Cebola’ Simões (baixo) e Ivan Cristiano (bateria) levaram a Ródão a digressão “UHF Acústico”, que surge na sequência do lançamento, em outubro passado, do duplo CD “O Melhor de 300 Canções”, a sua primeira coletânea global, que reúne 35 clássicos e dois originais e assinala as 300 canções editadas pelo grupo, anuncia o comunicado a que o Diário Digital Castelo Branco teve acesso. Formados em Almada em 1978, os UHF são os fundadores do movimento de renovação musical denominado rock português, e os responsáveis pelo surgimento do “boom” do rock em Portugal em 1980. São uma das bandas nacionais mais prestigiadas e o grupo rock mais antigo em atividade.

Em mais de duas horas de espetáculo, foram desfilando pelo palco da CACTEJO os grandes sucessos dos UHF (Rua do Carmo, Matas-me com o teu olhar, Cavalos de Corrida, …) que ao longo dos anos o público foi recebendo e acarinhando.

Ao longo da atuação, o vocalista dos UHF, lembrou os tempos em que Vila Velha de Ródão era passagem e paragem obrigatória a caminho das suas atuações por este país fora, recordando o restaurante Pombalinho e as suas Sopas de Peixe como emblemáticas desta região.

Visivelmente emocionado, António Manuel Ribeiro agradeceu a presença de todos em Vila Velha de Ródão classificando esta noite de espetáculo como um dos melhores momentos da vida de um artista.

Nesta sexta-feira, os UHF voltaram a fazer história em Vila Velha de Ródão, com um novo espetáculo que não deixou ninguém indiferente e que esgotou ao fim de 48 horas de início da venda de bilhetes.
A Casa de Artes e Cultura do Tejo celebra, este ano, 10 anos de existência e tem como objetivo oferecer ao público uma programação cultural eclética e de qualidade de forma a divulgar e difundir a cultura nas mais variadas áreas do espetáculo.

Em março, dia 12, às 21h30, será o teatro a arte escolhida para presentear o público da Casa de Artes e Cultura do Tejo, que vai poder assistir à peça de teatro/comédia “As Mentiras Que Os Homens Contamque conta com um elenco bem conhecido da TV (Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Ferrão). Uma comédia elaborada a partir de crónicas de Luís Fernando Veríssimo, onde está garantida a boa disposição, bem como momentos surpreendentes e hilariantes, uma vez que os quatro atores se desdobram em algumas personagens com características muito específicas.

A bilheteira para este espetáculo abriu a 19 de fevereiro e já não há bilhetes disponíveis para venda, sinal que a programação cultural em Vila Velha de Ródão está em ascensão. A estratégia do executivo da autarquia na área cultural tem como objetivo melhorar a eficácia da atuação do município indo ao encontro das expectativas dos munícipes proporcionando à população espetáculos de qualidade.

PUB

PUB

PUB

PUB