Manuel Fexes afirma que os autarcas do PSD “estão sem medo de austeridade”

O presidente dos Autarcas Sociais Democratas (ASD), Manuel Frexes, disse hoje que o novo governo “vai ser protagonista da mudança que o país precisa” e diz que os ASD “não têm medo das medidas duras e de austeridade” que se adivinham.

  • País
  • Publicado: 2011-06-20 18:33:36

O presidente dos Autarcas Sociais Democratas (ASD), Manuel Frexes, disse hoje que o novo governo “vai ser protagonista da mudança que o país precisa” e diz que os ASD “não têm medo das medidas duras e de austeridade” que se adivinham.

O também presidente da Câmara do Fundão disse à agência Lusa que o novo governo “é um fator de esperança, com um excelente coordenador, que é Pedro Passos Coelho”.

Desde logo, “cumpre as exigências de contenção com a redução do elenco governativo”, o que Manuel Frexes encara como um primeiro “sinal positivo”.

O presidente dos ASD acredita que o novo executivo “vai ser protagonista da mudança que o país precisa”, mesmo que venha a aplicar às autarquias as mais duras medidas dos últimos anos.

Manuel Frexes refere que os ASD “têm consciência disso: os próximos tempos vão ser difíceis”, mas não garante que “não têm medo das medidas de austeridade”.

Do que não gostariam seria de “medidas que fossem feitas em vão”.

Para o autarca fundanense, “não há mal nenhum em ser austero. Significa que se põe dinheiro naquilo que faz falta e que se reduz o que não é necessário”, destacando a necessidade de “políticas universais com austeridade para todos e não apenas para alguns”.

Manuel Frexes defende ainda “uma avaliação permanente” das medidas de austeridade, sublinhando que “nenhuma instituição se pode colocar de fora dos sacrifícios”.

Segundo o presidente dos ASD, “o país precisa de uma reforma e com este governo tem uma janela de oportunidade”.

PUB

PUB

PUB

PUB