Covilhã: Câmara entrega medalha de ouro e título de cidadão honorário a presidente executivo da PT

O presidente executivo da Portugal Telecom (PT), Zeinal Bava, vai receber a medalha de mérito municipal de ouro e o título de cidadão honorário da Covilhã, anunciou o município.

  • Região
  • Publicado: 2011-09-16 16:16:40

O presidente executivo da Portugal Telecom (PT), Zeinal Bava, vai receber a medalha de mérito municipal de ouro e o título de cidadão honorário da Covilhã, anunciou o município.

A medalha vai ser entregue durante a sessão solene comemorativa do 141.º aniversário da elevação da Covilhã a cidade, no dia 20 de outubro, feriado municipal, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Zeinal Bava anunciou a 4 de fevereiro, na Covilhã, a instalação de um centro de dados da PT que vai representar um investimento de 30 a 50 milhões de euros e que vai ser um dos maiores centros de armazenamento de dados da Europa.

A PT espera que o novo empreendimento entre em funcionamento no segundo semestre de 2012 servindo empresas de todo mundo com 20 petabytes de armazenamento (cerca de 50 milhões de filmes em alta definição).

Durante as comemorações do Dia da Cidade, será também assinado o contrato de instalação da PT, que vai ocupar os terrenos do aeródromo municipal, que será desativado.

Além de Zeinal Bava, a Câmara da Covilhã vai entregar distinções a João Cardoso, presidente da Teleperformance, empresa que tem um centro de atendimento (“cal center”) instalado na Covilhã, ao empresário industrial Firmino Gaudêncio, ao empresário têxtil e vitivinicultor João Carvalho, ao empresário de hotelaria Luís Veiga e ao docente de medicina e maestro da Banda da Covilhã, José Cavaco.

Segundo a autarquia, o objetivo é homenagear “personalidades ligadas à vida económica, social e cultural do concelho”.

As comemorações do Dia da Cidade incluem diversas atividades culturais e recreativas ao longo do mês de outubro.

O programa vai incluir ainda a assinatura da escritura de aquisição do Teatro-Cine da Covilhã pelo município.

A assembleia municipal aprovou por unanimidade a 8 de julho a aquisição da casa de espetáculos por 2,1 milhões de euros.

De acordo com o contrato-promessa, o município vai pagar à família proprietária 600 mil euros na data de escritura e o do valor será pago em 13 prestações anuais a partir de janeiro de 2012.

O Teatro-Cine da Covilhã foi inaugurado em 1954 e, apesar de já degradado e obsoleto em vários aspetos, tem sido a única sala de espetáculos da cidade, pela qual a autarquia sempre pagou rendas.

O presidente do município, Carlos Pinto (PSD), anunciou que a aquisição vai permitir candidatar o edifício a apoios financeiros para remodelação, cujo projeto a autarquia já encomendou ao arquiteto Graça Dias e deverá apresentado também durante as comemorações do Dia da Cidade.

PUB

PUB

PUB

PUB